obviousUm olhar mais demorado...2021-10-18T08:32:00+00:00Movable Type 4.34-entag:obviousmag.org,2011://2a beleza das pinturas de iris graceVanelli Doratiotohttp://obviousmag.org/alcova_moderna/autor/2021-10-18T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/09/-quem-ve-a-pequena.html <a href="http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/09/-quem-ve-a-pequena.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/09/-quem-ve-a-pequena.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma mãe e um pai dedicados, uma gata Maine Coon e uma linda menina chamada Iris Grace compõem a beleza dessa história de amor e superação, na qual em busca de tornar a vida da pequena Iris mais confortável os pais presentearam o mundo com pinturas singulares, tão belas e cheias de poesia quanto a atmosfera que os envolve. <br><br><a href="http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/09/-quem-ve-a-pequena.html">Ler o artigo completo</a><br> sobre a idéia de deus na poesia de fernando pessoa Ana Lúcia Goslinghttp://obviousmag.org/puro_achismo/autor/2021-10-18T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/puro_achismo/2015/sobre-a-ideia-de-deus-na-poesia-de-fernando-pessoa.html <a href="http://obviousmag.org/puro_achismo/2015/sobre-a-ideia-de-deus-na-poesia-de-fernando-pessoa.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/puro_achismo/2015/sobre-a-ideia-de-deus-na-poesia-de-fernando-pessoa.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Fernando Pessoa é um dos maiores poetas da Língua Portuguesa e ainda hoje é revisitado frequentemente porque sua poesia, tanto na talentosa forma que se expressa quanto nas idéias que veicula, ainda se mantém atual. Entre as muitas leituras possíveis, debruçamos o olhar sobre uma possível concepção da idéia de Deus na sua obra, que rompe com as construções religiosas vigentes e enaltece a identificação e o carinho por uma imagem mais humana do divino, talvez preenchendo uma lacuna do coração humano atual. <br><br><a href="http://obviousmag.org/puro_achismo/2015/sobre-a-ideia-de-deus-na-poesia-de-fernando-pessoa.html">Ler o artigo completo</a><br> o juiz e o desapegoDaniel Viannahttp://obviousmag.org/ajanela/autor/2021-10-18T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/ajanela/2015/o-juiz-e-o-desapego.html <a href="http://obviousmag.org/ajanela/2015/o-juiz-e-o-desapego.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ajanela/2015/o-juiz-e-o-desapego.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> "A morte de Ivan Ilitch", de Tolstoi, nos lembra que a dependência demasiada de um emprego, pessoa ou objeto torna o indivíduo um escravo das circunstâncias. Eis o preço da verdadeira liberdade: o desapego! Pronto para pagar por ele? <br><br><a href="http://obviousmag.org/ajanela/2015/o-juiz-e-o-desapego.html">Ler o artigo completo</a><br> coisas que deixamos pelo caminhoJosé Domingueshttp://obviousmag.org/j_domingues/autor/2021-10-18T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/j_domingues/2015/coisas-que-deixamos-pelo-caminho.html <a href="http://obviousmag.org/j_domingues/2015/coisas-que-deixamos-pelo-caminho.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/j_domingues/2015/coisas-que-deixamos-pelo-caminho.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Tudo passa, tudo se esvai – é uma constatação que sempre temos diante de uma perda. – Nos separar de algo que nos é importante é, pois, necessário para aprendermos que na vida não se pode, de forma alguma, carregar tudo conosco. <br><br><a href="http://obviousmag.org/j_domingues/2015/coisas-que-deixamos-pelo-caminho.html">Ler o artigo completo</a><br> por que não é bom ter filho único?Sílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2021-10-17T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/por-que-nao-e-bom-ter-filho-unico.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/por-que-nao-e-bom-ter-filho-unico.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/por-que-nao-e-bom-ter-filho-unico.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Por que não é bom ter filho único? Quem inventou tal formulação? Não nego os benefícios e alegrias de ter um irmão. Mas dizer que filho único é infeliz, solitário, não tem com quem brincar, não aprende a dividir e por isso vira um mimado chato que ninguém aguenta é mito. Existem caçulas que são mimados chatos. Existem filhos primogênitos que são mimados chatos. Existem filhos do meio que são mimados chatos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/por-que-nao-e-bom-ter-filho-unico.html">Ler o artigo completo</a><br> estou te deixando, mas eu não sou o vilão da históriaProf. Marcel Camargohttps://www.profmarcelcamargo.com/2021-10-17T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/estou-te-deixando-mas-eu-nao-sou-o-vilao-da-historia.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/estou-te-deixando-mas-eu-nao-sou-o-vilao-da-historia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/estou-te-deixando-mas-eu-nao-sou-o-vilao-da-historia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> "Quem toma a iniciativa de romper mal sabe o bem que sua atitude acarretará, oportunizando ao outro a possibilidade de se livrar de um peso que o aprisionava a uma situação vazia de sentido, sem que o percebesse, oferecendo-lhe a chance de partir em busca de ser feliz junto de alguém que o amará de verdade, como todos de fato merecemos, por mais que doa e demore." <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/estou-te-deixando-mas-eu-nao-sou-o-vilao-da-historia.html">Ler o artigo completo</a><br> a angústia do escritor ou de quando li roberto bolañoRoberto Denserhttp://obviousmag.org/roberto_denser/autor/2021-10-17T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/roberto_denser/2015/a-angustia-do-escritor-ou-de-quando-li-roberto-bolano.html <a href="http://obviousmag.org/roberto_denser/2015/a-angustia-do-escritor-ou-de-quando-li-roberto-bolano.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/roberto_denser/2015/a-angustia-do-escritor-ou-de-quando-li-roberto-bolano.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A maior angústia de um escritor é se deparar com uma obra que considera insuperável. Neste ensaio escrito a pedido, faço algumas considerações sobre esse tipo particular de angústia, partindo principalmente de minha experiência pessoal como escritor. <br><br><a href="http://obviousmag.org/roberto_denser/2015/a-angustia-do-escritor-ou-de-quando-li-roberto-bolano.html">Ler o artigo completo</a><br> deixa o danúbio te levar...Maria Brockerhoffhttp://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/autor/2021-10-17T01:21:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/10/deixa-o-danubio-te-levar.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/10/deixa-o-danubio-te-levar.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/10/deixa-o-danubio-te-levar.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O rio Danúbio é o coração histórico da Europa, além de fonte de água potável. Inestimável presente para uma dezena de países. Culturas milenares, os mais diversos costumes, lendas e canções são ligados e enriquecidos pelo fluxo deste belíssimo rio-mundo. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/10/deixa-o-danubio-te-levar.html">Ler o artigo completo</a><br> o presente de aniversário de sylvia plathRaquel Avoliohttp://obviousmag.org/raquel_avolio/autor/2021-10-17T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/o-presente-de-aniversario-de-sylvia-plath.html <a href="http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/o-presente-de-aniversario-de-sylvia-plath.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/o-presente-de-aniversario-de-sylvia-plath.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Sylvia Plath, escritora norte-americana transformada em ícone após sua morte trágica, é autora de Ariel, uma das coletâneas poéticas mais importantes e influentes do século XX. Plath não poupou o leitor de sua poesia de ter uma visão ampla dos aspectos mais íntimos de sua vida: através de breves análises de sua obra poética confessional, podemos conhecer muito sobre uma mulher intensa, instável e atormentada, mas, acima de tudo, à frente de seu tempo. <br><br><a href="http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/o-presente-de-aniversario-de-sylvia-plath.html">Ler o artigo completo</a><br> a diferença entre autoajuda e filosofiaSílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2021-10-16T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/a-diferenca-entre-autoajuda-e-filosofia.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/a-diferenca-entre-autoajuda-e-filosofia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/a-diferenca-entre-autoajuda-e-filosofia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Podemos sugerir que a pessoa desenvolva o autoconhecimento, mas não podemos dizer quem ela é. Cada um terá que descobrir sozinho como se encontrar nos escombros da realidade e resgatar-se do seu lixo emocional. Podemos incentivar que a pessoa expresse seus sentimentos, mas não podemos definir a forma com que ela fará isso. Podemos sugerir que a pessoa deixe para lá pequenas mesquinharias e problemas menores. Mas não podemos definir o que é grande e pequeno para ela. Podemos apenas dar exemplos baseados em nossa experiência, mas sem nenhum caráter absoluto ou fechado, apenas ilustrativo para dar uma cor aos textos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/a-diferenca-entre-autoajuda-e-filosofia.html">Ler o artigo completo</a><br> não quero mais migalhas de atençãoCarlos Mionhttp://lounge.obviousmag.org/feminalis/autor/2021-10-16T01:31:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/10/nao-quero-mais-migalhas-de-atencao.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/10/nao-quero-mais-migalhas-de-atencao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/10/nao-quero-mais-migalhas-de-atencao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Até onde você deve ir para satisfazer suas carências? O que falta em você realmente falta ou você criou uma necessidade exacerbada de receber o que acha que tanto merece? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/10/nao-quero-mais-migalhas-de-atencao.html">Ler o artigo completo</a><br> de tanto escrever...Priscila Yamanyhttp://lounge.obviousmag.org/entre_meios/autor/2021-10-16T01:22:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/entre_meios/2015/11/de-tanto-escrever.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/entre_meios/2015/11/de-tanto-escrever.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/entre_meios/2015/11/de-tanto-escrever.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Acabei com o meu processo criativo. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/entre_meios/2015/11/de-tanto-escrever.html">Ler o artigo completo</a><br> a genealogia da maldadeWilliam Fontanahttp://lounge.obviousmag.org/esquina_do_obvio/autor/2021-10-16T01:21:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/esquina_do_obvio/2015/11/a-genealogia-da-maldade.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/esquina_do_obvio/2015/11/a-genealogia-da-maldade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/esquina_do_obvio/2015/11/a-genealogia-da-maldade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Num mundo sofrendo de uma aguda crise de valores e de choques culturais pela globalização vemos a emergência cada vez maiores de crimes desferidos por extremistas, fanáticos e radicais de um lado e a franca decadência moral de modo generalizado. O problema é inerente a moralidade e conceitos de certo e errado que serão discutidos no artigo a seguir, a ambiguidade, e relativização da moralidade está criando um problema sem precedentes! <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/esquina_do_obvio/2015/11/a-genealogia-da-maldade.html">Ler o artigo completo</a><br> a virgem e o ciganoMônica Montonehttp://lounge.obviousmag.org/monica_montone/autor/2021-10-16T01:20:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/monica_montone/2015/11/a-virgem-e-o-cigano.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/monica_montone/2015/11/a-virgem-e-o-cigano.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/monica_montone/2015/11/a-virgem-e-o-cigano.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Em tempos em que o feminismo tem sido rediscutido ferozmente com uma série de equívocos é bacana se deparar com um autor que em 1926 lançou muito mais luz sobre a condição opressora das mulheres do que as atuais discussões. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/monica_montone/2015/11/a-virgem-e-o-cigano.html">Ler o artigo completo</a><br> são tempos difíceis para os sonhadoresBruna Testihttp://obviousmag.org/percepcoes_culturais_e_quimeras_cotidianas/autor/2021-10-15T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/percepcoes_culturais_e_quimeras_cotidianas/2015/11/sao-tempos-dificeis-para-sonhadores.html <a href="http://obviousmag.org/percepcoes_culturais_e_quimeras_cotidianas/2015/11/sao-tempos-dificeis-para-sonhadores.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/percepcoes_culturais_e_quimeras_cotidianas/2015/11/sao-tempos-dificeis-para-sonhadores.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> São tempos difíceis para aqueles que são constituídos de humanidade, para aqueles que se sensibilizam, que se envolvem, que querem abraçar o mundo, mas sabem quão pequenos são seus braços. São tempos difíceis para um mundo que tanto precisa de lágrimas, enquanto essas brotam em forma de sangue, em forma de lama. São tempos difíceis para sonhar, quando o sonhar exige acreditar, ter fé e esperança. São tempos difíceis, mas não impossíveis. <br><br><a href="http://obviousmag.org/percepcoes_culturais_e_quimeras_cotidianas/2015/11/sao-tempos-dificeis-para-sonhadores.html">Ler o artigo completo</a><br> para ser insubstituível, você precisa ser diferenteSílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2021-10-15T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/para-ser-insubstituivel-voce-precisa-ser-diferente.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/para-ser-insubstituivel-voce-precisa-ser-diferente.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/para-ser-insubstituivel-voce-precisa-ser-diferente.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ninguém sobressai, ninguém brilha se não tiver a coragem de ultrapassar os limites da mesmice, do senso comum, da tacanhez cotidiana que só enxerga o óbvio saltitando à sua frente. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/10/para-ser-insubstituivel-voce-precisa-ser-diferente.html">Ler o artigo completo</a><br> status de relacionamento: em um tórrido caso de amor literárioVanelli Doratiotohttp://obviousmag.org/alcova_moderna/autor/2021-10-15T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/11/status-de-relacionamento-em-um-torrido-caso-de-amor-literario.html <a href="http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/11/status-de-relacionamento-em-um-torrido-caso-de-amor-literario.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/11/status-de-relacionamento-em-um-torrido-caso-de-amor-literario.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> "Livros desejam. Querem ser possuídos, clamam por serem escolhidos, tomados, folheados. Querem que grifemos neles nossas passagens preferidas. Livros amam confluir conosco, como se fizessem amor com nossos pensamentos". <br><br><a href="http://obviousmag.org/alcova_moderna/2015/11/status-de-relacionamento-em-um-torrido-caso-de-amor-literario.html">Ler o artigo completo</a><br> o retratista ocultoJoão da Rochahttp://lounge.obviousmag.org/zoom_nas_visceras/autor2021-10-15T01:21:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/zoom_nas_visceras/2015/11/o-retratista-oculto.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/zoom_nas_visceras/2015/11/o-retratista-oculto.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/zoom_nas_visceras/2015/11/o-retratista-oculto.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Antônio Cesti era um talentoso retratista urbano. Sempre no ônibus, na ida ao trabalho, conversávamos sobre o cotidiano. Aquele ambiente era um perfeito painel para seus esboços. Dizia-me. Certa manhã, de trânsito engasgando a avenida como um pedaço de carne preso na garganta de um velhinho langoroso, Cesti revelou suas razões. Ouvi atentamente. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/zoom_nas_visceras/2015/11/o-retratista-oculto.html">Ler o artigo completo</a><br> eu e eu mesma: um belo parMaria Gabriela Veredianohttp://lounge.obviousmag.org/descortinada/autor/2021-10-15T01:20:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/11/eu-e-eu-mesma-um-belo-par.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/11/eu-e-eu-mesma-um-belo-par.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/11/eu-e-eu-mesma-um-belo-par.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> É claro que temos bons amigos, não há nada de errado com a companhia deles, nem com os amores efêmeros. É que, às vezes, fica difícil competir, somos mesmo, um belo par de pernas. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/11/eu-e-eu-mesma-um-belo-par.html">Ler o artigo completo</a><br> nicolau maquiavel e a filosofia política imoral em 'o príncipe'Eduardo Silva Ruanohttp://lounge.obviousmag.org/ideias_de_guerrilha/autor/2021-10-14T01:32:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/ideias_de_guerrilha/2015/11/nicolau-maquiavel-e-a-filosofia-politica-imoral-em-o-principe.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/ideias_de_guerrilha/2015/11/nicolau-maquiavel-e-a-filosofia-politica-imoral-em-o-principe.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/ideias_de_guerrilha/2015/11/nicolau-maquiavel-e-a-filosofia-politica-imoral-em-o-principe.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Nicolau Maquiavel foi dramaturgo, poeta, diplomata e filósofo, um homem de formação humanista e típico da Renascença. Em seu célebre livro O Príncipe, ele defendeu sua tese de que um príncipe que deseja conquistar, consolidar e legitimar seu poder não pode ser limitado pela moralidade (os fins justificam os meios). Um guia político clássico que norteia uma legião de líderes. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/ideias_de_guerrilha/2015/11/nicolau-maquiavel-e-a-filosofia-politica-imoral-em-o-principe.html">Ler o artigo completo</a><br> o amor chegará, o amor te encontrará!Prof. Marcel Camargohttps://www.profmarcelcamargo.com/2021-10-14T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/o-amor-chegara-o-amor-te-encontrara.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/o-amor-chegara-o-amor-te-encontrara.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/o-amor-chegara-o-amor-te-encontrara.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> "O amor virá até nós, estejamos ou não o procurando, queiramos ou não, muitas vezes inesperadamente. Chegará sorrateiro, ou mesmo de maneira avassaladora, mas com certeza nos encontrará. Porque então estaremos completos, prontos e seguros para nos lançarmos ao seu encontro." <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2015/o-amor-chegara-o-amor-te-encontrara.html">Ler o artigo completo</a><br> do rompimento da barragem ao terror: qual é a contribuição dos olhos, das mãos e da mente para os acontecimentos?Profeta do Arautohttp://obviousmag.org/ministerio_das_letras/autor/2021-10-14T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2015/11/do-rompimento-da-barragem-ao-terror-o-que-a-ganancia-dos-olhos-das-maos-e-da-mente-fazem.html <a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2015/11/do-rompimento-da-barragem-ao-terror-o-que-a-ganancia-dos-olhos-das-maos-e-da-mente-fazem.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2015/11/do-rompimento-da-barragem-ao-terror-o-que-a-ganancia-dos-olhos-das-maos-e-da-mente-fazem.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Sub-título: "As fortunas retiradas dos rios de lama". Tudo que fere a terra / fere os filhos da terra. Cacique Seatle - 1855 Exceto a espécie humana, que é divisível, individualista, separado e faz de tudo para não se emendar, o Planeta Terra é um átomo constituído por moléculas interdependentes. O autor <br><br><a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2015/11/do-rompimento-da-barragem-ao-terror-o-que-a-ganancia-dos-olhos-das-maos-e-da-mente-fazem.html">Ler o artigo completo</a><br> o preço da vidaEgydio Terziottihttp://obviousmag.org/tecidos_poeticos/autor/2021-10-14T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/tecidos_poeticos/2015/o-preco-da-vida.html <a href="http://obviousmag.org/tecidos_poeticos/2015/o-preco-da-vida.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/tecidos_poeticos/2015/o-preco-da-vida.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ironicamente, parece que, novamente, o brasileiro chegou tarde demais aos seus compromissos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/tecidos_poeticos/2015/o-preco-da-vida.html">Ler o artigo completo</a><br> solidariedade r-evolucionária (ou ensaio sobre o sufoco)Diego da Cruzhttp://lounge.obviousmag.org/a_maquina_do_mundo_inteiro/autor/2021-10-14T01:20:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/a_maquina_do_mundo_inteiro/2015/11/solidariedade-r-evolucionaria-ou-ensaio-sobre-o-sufoco.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/a_maquina_do_mundo_inteiro/2015/11/solidariedade-r-evolucionaria-ou-ensaio-sobre-o-sufoco.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/a_maquina_do_mundo_inteiro/2015/11/solidariedade-r-evolucionaria-ou-ensaio-sobre-o-sufoco.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quem sabe se uma visão verdadeira sobre solidariedade tivesse surgido alguma década antes, tivesse se difundido a ponto de respeitarmos e compreendermos o outro para além de fronteiras de países, os minutos de massacre na boate parisiense fossem minutos a mais de música no mundo e a criança não tivesse aparecido morta na praia europeia, mas esta ideia talvez não se difunda e as metralhadoras reinem de volta no meio de inocentes e a criança volte à praia, o homem frente ao tanque de guerra, o urubu espere o menino morrer pra se alimentar dele, as crianças surjam nuas novamente do mato no Vietnã... <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/a_maquina_do_mundo_inteiro/2015/11/solidariedade-r-evolucionaria-ou-ensaio-sobre-o-sufoco.html">Ler o artigo completo</a><br> o homem é do tamanho do seu sonhoTúlio Santoshttp://lounge.obviousmag.org/cultivando_palavras/autor/2021-10-07T01:32:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/cultivando_palavras/2014/12/o-homem-e-do-tamanho-do-seu-sonho.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/cultivando_palavras/2014/12/o-homem-e-do-tamanho-do-seu-sonho.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/cultivando_palavras/2014/12/o-homem-e-do-tamanho-do-seu-sonho.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Até onde o sonho pode levar o ser humano? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/cultivando_palavras/2014/12/o-homem-e-do-tamanho-do-seu-sonho.html">Ler o artigo completo</a><br> o que é dissociação psicológica?Soraya Rodrigues de Aragãohttp://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/autor/2021-10-07T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2015/11/o-que-e-dissociacao-psicologica.html <a href="http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2015/11/o-que-e-dissociacao-psicologica.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2015/11/o-que-e-dissociacao-psicologica.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Saiba o que é Dissociação Psicológica e sua relação com as experiências traumáticas <br><br><a href="http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2015/11/o-que-e-dissociacao-psicologica.html">Ler o artigo completo</a><br> um bom livroSílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2021-10-07T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/um-bom-livro.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/um-bom-livro.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/um-bom-livro.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Encontrar um bom livro é como fazer um amigo ou apaixonar-se. Uma paixão correspondida, pois o livro não escapa de nossas mãos ávidas por virar a próxima página e degustar a emoção seguinte. Bons livros fazem a cama ficar mais macia, o tempo mais fluido, a vida com mais sentido. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/um-bom-livro.html">Ler o artigo completo</a><br> budapest — hungriaMaria Brockerhoffhttp://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/autor/2021-10-07T01:21:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/11/budapest-hungria.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/11/budapest-hungria.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/11/budapest-hungria.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Budapest é lindíssima, elegante e culta, sendo indescritível o melhor é vir cá... um lugar inesgotável. Fazendo uma exceção às grandes capitais, voltaria mil vezes em mil vidas... <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/11/budapest-hungria.html">Ler o artigo completo</a><br> de onde vem a inspiração?Matheus Arcarohttp://lounge.obviousmag.org/poetica_do_desassossego/autor/2021-10-06T01:32:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/poetica_do_desassossego/2015/05/de-onde-vem-a-inspiracao.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/poetica_do_desassossego/2015/05/de-onde-vem-a-inspiracao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/poetica_do_desassossego/2015/05/de-onde-vem-a-inspiracao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A pergunta que intitula o texto é uma das mais formuladas a um artista. E este, se não quer ser mal educado, faz uma breve contextualização do conceito para mostrar que a inspiração, em si, nos moldes que a tradição cunhou, não existe. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/poetica_do_desassossego/2015/05/de-onde-vem-a-inspiracao.html">Ler o artigo completo</a><br> manual prático de como ser uma vagabundaCarlos Mionhttp://lounge.obviousmag.org/feminalis/autor/2021-10-06T01:31:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/05/manual-pratico-de-como-ser-uma-vagabunda.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/05/manual-pratico-de-como-ser-uma-vagabunda.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/05/manual-pratico-de-como-ser-uma-vagabunda.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> E aí? Cansada de viver a vida pisando em ovos para manter sua imagem intacta, e mesmo assim, vez ou outra, vez ou sempre, ser tachada de mau caráter, promíscua, egoísta e sem valor? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/feminalis/2015/05/manual-pratico-de-como-ser-uma-vagabunda.html">Ler o artigo completo</a><br> mulheres que sonhamos - a arte da beleza naturalMarcela Picançohttp://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/autor/2021-10-06T01:22:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/mulheres-que-sonhamos---a-arte-da-beleza-natural.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/mulheres-que-sonhamos---a-arte-da-beleza-natural.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/mulheres-que-sonhamos---a-arte-da-beleza-natural.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O projeto "Mulheres que Sonhamos", do fotógrafo Bruno Brin, pretende retratar a beleza feminina de forma natural. Ele investe em jogos de luz, movimento e espontaneidade para que sua câmera funcione quase como um buraco da fechadura, para que a gente possa enxergar o mundo simples, pessoal e incrível dessas mulheres. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/mulheres-que-sonhamos---a-arte-da-beleza-natural.html">Ler o artigo completo</a><br> gente como a gente...Bruna Vieira de Assishttp://lounge.obviousmag.org/sobre_linhas_entre_espacos/autor/2021-10-06T01:21:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/sobre_linhas_entre_espacos/2015/11/gente-como-a-gente.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/sobre_linhas_entre_espacos/2015/11/gente-como-a-gente.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/sobre_linhas_entre_espacos/2015/11/gente-como-a-gente.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Em tempos onde a força desperta, nada mais apropriado do que acompanhar o dia-a-dia do célebre personagem da saga. Eis o cotidiano de Darth Vader, porque apesar de tudo. Darth é gente como a gente... <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/sobre_linhas_entre_espacos/2015/11/gente-como-a-gente.html">Ler o artigo completo</a><br> o que o amor diz sobre nós mesmosSílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2021-10-06T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/o-que-o-amor-diz-sobre-nos-mesmos.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/o-que-o-amor-diz-sobre-nos-mesmos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/o-que-o-amor-diz-sobre-nos-mesmos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Algumas pessoas funcionam como uma espécie de espelho pelo qual podemos nos enxergar sem maquiagem. E no horror de um rosto demaquilado e sem disfarces ou subterfúgios, encontramos o que há de mais belo em nós, o que nos identifica como nós mesmos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/11/o-que-o-amor-diz-sobre-nos-mesmos.html">Ler o artigo completo</a><br> como hobbes pode explicar o mundo atualEduardo Almeidahttp://obviousmag.org/eduall/autor/2021-10-05T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/eduall/2015/como-hobbes-pode-explicar-o-mundo-atual.html <a href="http://obviousmag.org/eduall/2015/como-hobbes-pode-explicar-o-mundo-atual.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/eduall/2015/como-hobbes-pode-explicar-o-mundo-atual.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Não é de hoje que o mundo conhece a teoria do "guerra de todos contra todos" do filósofo Thomas Hobbes e até hoje, muito se debate sobre o estado de natureza dos seres humanos diante das situações que são colocadas no dia-a-dia, causando guerras, rebeliões e diversos outros conflitos que já instalam desde antes que escrevessem sobre as teorias, portanto devemos identificar e, de vez conhecer o real estado de guerra em que a humanidade se encontra desde seu primeiro contato com o conceito de hegemonia. <br><br><a href="http://obviousmag.org/eduall/2015/como-hobbes-pode-explicar-o-mundo-atual.html">Ler o artigo completo</a><br> ritual de um encontro...Simone Bittencourt Shauyhttp://obviousmag.org/mulher_cultura_plural/autor/2021-10-05T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/mulher_cultura_plural/2015/05/ritual-de-um-encontro.html <a href="http://obviousmag.org/mulher_cultura_plural/2015/05/ritual-de-um-encontro.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/mulher_cultura_plural/2015/05/ritual-de-um-encontro.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Um encontro com quem a gente gosta é feito de vários capítulos... Existe o antes, o durante e o depois. <br><br><a href="http://obviousmag.org/mulher_cultura_plural/2015/05/ritual-de-um-encontro.html">Ler o artigo completo</a><br> a sabedoria das coisas simplesNatália J. Vilas Boashttp://lounge.obviousmag.org/meio_desconexo/autor/2021-10-05T01:22:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/meio_desconexo/2015/01/a-sabedoria-das-coisas-simples.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/meio_desconexo/2015/01/a-sabedoria-das-coisas-simples.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/meio_desconexo/2015/01/a-sabedoria-das-coisas-simples.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> É o clichê mais verdadeiro que existe: Quando as coisas parecem fugir do controle, a resposta está, geralmente, no valor das coisas mais simples. Talvez, então, esteja na hora de cada um de nós, e o mundo como um todo, tomarmos consciência dessa máxima e praticá-la todos os dias. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/meio_desconexo/2015/01/a-sabedoria-das-coisas-simples.html">Ler o artigo completo</a><br> da igualdade a segregação: por que a praça esvaziou?Cíntia Silvahttp://lounge.obviousmag.org/dois_senhores/autor/2021-10-05T01:21:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/dois_senhores/2015/01/da-igualdade-a-segregacao-por-que-a-praca-esvaziou.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/dois_senhores/2015/01/da-igualdade-a-segregacao-por-que-a-praca-esvaziou.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/dois_senhores/2015/01/da-igualdade-a-segregacao-por-que-a-praca-esvaziou.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A cidade, a rua, e a praça Já diria Milton Santos, geógrafo brasileiro, que as cidades são organismos vivos, que mudam diariamente devido ao modo o cidadão se relaciona com ela. Nós somos os culpados por revolucionar nossas cidades, nossos espaços urbanos. Dar novas funções para velhos lugares, que se renovam, renovando assim a nós mesmos e a nossa realidade. Temos nas nossas cidades os espaços públicos formalmente constituídos, que <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/dois_senhores/2015/01/da-igualdade-a-segregacao-por-que-a-praca-esvaziou.html">Ler o artigo completo</a><br> uma visão otimista sobre as redes sociaisMarcela Picançohttp://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/autor/2021-10-05T01:20:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/nao-ha-nada-de-errado-com-as-redes-sociais.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/nao-ha-nada-de-errado-com-as-redes-sociais.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/nao-ha-nada-de-errado-com-as-redes-sociais.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> As redes sociais são apenas novas formas de comunicação e é normal que as relações mudem por causa disso, mas apenas nós temos o poder de decidir como usá-las. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/de_repente_da_certo/2015/01/nao-ha-nada-de-errado-com-as-redes-sociais.html">Ler o artigo completo</a><br> os monstros que carregamos: reflexões acerca da depressãoRaquel Avoliohttp://obviousmag.org/raquel_avolio/autor/2021-10-04T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/os-monstros-que-carregamos-reflexoes-acerca-da-depressao.html <a href="http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/os-monstros-que-carregamos-reflexoes-acerca-da-depressao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/os-monstros-que-carregamos-reflexoes-acerca-da-depressao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A depressão é vista como um dos principais males da modernidade, mas a doença está presente ao longo da história como uma das mais frequentes formas de desequilíbrio em seres humanos. Aventure-se em uma breve análise intimista do monstro conhecido por matar lentamente, e com requintes de crueldade <br><br><a href="http://obviousmag.org/raquel_avolio/2015/os-monstros-que-carregamos-reflexoes-acerca-da-depressao.html">Ler o artigo completo</a><br> rejeição, ah essa ferida sangrante...Viviane Battistellahttp://obviousmag.org/vida_manual_do_usuario/autor/2021-10-04T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/vida_manual_do_usuario/2015/rejeicao-ah-essa-ferida-sangrante.html <a href="http://obviousmag.org/vida_manual_do_usuario/2015/rejeicao-ah-essa-ferida-sangrante.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/vida_manual_do_usuario/2015/rejeicao-ah-essa-ferida-sangrante.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A rejeição é dor inevitável. É inspiração para os poetas. Latejante, dilacerante; a dor de não ser aceito nos faz vivenciar o mais intenso desconforto por amar e por existir. Rejeitar e ser rejeitado são faces de uma mesma moeda. Efeito colateral do amor, eis a vivência que nos leva a pensar: sofro, logo existo! <br><br><a href="http://obviousmag.org/vida_manual_do_usuario/2015/rejeicao-ah-essa-ferida-sangrante.html">Ler o artigo completo</a><br> reimaginando pinturas famosas com playmobilMargarete MShttp://lounge.obviousmag.org/esconderijo/autor/2021-10-04T01:22:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2015/05/reimaginando-pinturas-famosas-com-playmobil.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2015/05/reimaginando-pinturas-famosas-com-playmobil.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2015/05/reimaginando-pinturas-famosas-com-playmobil.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O artista usa Playmobil para recriar pinturas famosas. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2015/05/reimaginando-pinturas-famosas-com-playmobil.html">Ler o artigo completo</a><br> um olhar de carinho sobre os caminhos canhotosmariamariaalicehttp://obviousmag.org/heaven_of_ideas/autor/2021-10-04T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/heaven_of_ideas/2015/05/um-olhar-de-carinho-sobre-os-caminhos-canhotos.html <a href="http://obviousmag.org/heaven_of_ideas/2015/05/um-olhar-de-carinho-sobre-os-caminhos-canhotos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/heaven_of_ideas/2015/05/um-olhar-de-carinho-sobre-os-caminhos-canhotos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Viver em paz é olhar nossos erros sem pré-julgamentos, entender nossos próprios atos - por mais acidentais que sejam, e apreciar todas as desgraças de um belo caminho errado. <br><br><a href="http://obviousmag.org/heaven_of_ideas/2015/05/um-olhar-de-carinho-sobre-os-caminhos-canhotos.html">Ler o artigo completo</a><br> a mulher e o seu sagrado poder ancestralAngelo R Fariashttp://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/autor/2021-10-04T01:20:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2014/12/a.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2014/12/a.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2014/12/a.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Desde sempre a mulher exerce um papel primordial no desenvolvimento da espécie humana. O fio condutor desta positiva interferência passa pelos mais importantes estágios desta caminhada até hoje. Mesmo em detrimento dos reveses históricos ela foi e sempre será o fator determinante de cada passo da evolução. Com seu eterno poder de “criar” e “procriar” é a grande força motriz que nos conduz na garantia da nossa sobrevivência. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2014/12/a.html">Ler o artigo completo</a><br> a difícil arte de aprender a estar sóAline Rollohttp://obviousmag.org/queime_depois_de_ler/autor/2021-10-03T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/queime_depois_de_ler/2015/a-dificil-arte-de-aprender-a-estar-so.html <a href="http://obviousmag.org/queime_depois_de_ler/2015/a-dificil-arte-de-aprender-a-estar-so.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/queime_depois_de_ler/2015/a-dificil-arte-de-aprender-a-estar-so.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A vida é implacável na hora de fazer um indivíduo aprender e amadurecer. E ela foi implacável comigo. Precisei sofrer um abandono que, a meu ver, foi brutal para chegar lá no fundo do poço frio, úmido e sujo, para voltar à superfície limpa e brilhante, parar tudo e pensar: agora estou sozinha novamente. Como faz? <br><br><a href="http://obviousmag.org/queime_depois_de_ler/2015/a-dificil-arte-de-aprender-a-estar-so.html">Ler o artigo completo</a><br> o que há de errado com a felicidade?Veruska Queirozhttp://obviousmag.org/os_caminhos_do_pertencserse/autor/2021-10-03T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/os_caminhos_do_pertencserse/2015/06/o-que-ha-de-errado-com-a-felicidade.html <a href="http://obviousmag.org/os_caminhos_do_pertencserse/2015/06/o-que-ha-de-errado-com-a-felicidade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/os_caminhos_do_pertencserse/2015/06/o-que-ha-de-errado-com-a-felicidade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Este texto propõe resgatar a felicidade genuína, como se podia dizer e se dizia há alguns anos. Não se trata da felicidade produzida em laboratórios, nem da utópica ideia de ser feliz o tempo todo, nem da felicidade forjada por uma esmagadora maioria nas redes sociais e muito menos da negação ao direito à tristeza. Mas, assim como esse direito à tristeza vem levantando bandeiras vorazes, as pessoas devem poder também ter o mesmo direito à felicidade genuína. O que há de errado com a felicidade? <br><br><a href="http://obviousmag.org/os_caminhos_do_pertencserse/2015/06/o-que-ha-de-errado-com-a-felicidade.html">Ler o artigo completo</a><br> o tamanho da nossa ignorância (parte 1)Dante Donatellihttp://obviousmag.org/obra_das_palavras/autor/2021-10-03T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/obra_das_palavras/2015/06/o-tamanho-da-nossa-ignorancia.html <a href="http://obviousmag.org/obra_das_palavras/2015/06/o-tamanho-da-nossa-ignorancia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/obra_das_palavras/2015/06/o-tamanho-da-nossa-ignorancia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O Brasil tem pouco mais de 6 mil bibliotecas públicas, pouco,muito pouco, e é sobre elas que iremos tratar. <br><br><a href="http://obviousmag.org/obra_das_palavras/2015/06/o-tamanho-da-nossa-ignorancia.html">Ler o artigo completo</a><br> e se desconsumíssemos o mundo? Gabriela Richinittihttp://obviousmag.org/a_delicadeza_do_tempo/autor/2021-10-03T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/a_delicadeza_do_tempo/2015/06/e-se-desconsumissemos-o-mundo.html <a href="http://obviousmag.org/a_delicadeza_do_tempo/2015/06/e-se-desconsumissemos-o-mundo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/a_delicadeza_do_tempo/2015/06/e-se-desconsumissemos-o-mundo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Estabelecemos um contato muito superficial com tudo o que nos cerca. Obedecemos ao imediatismo do mundo sem que seja lícito se demorar sobre a verdade das coisas. Quais os efeitos dessa ânsia pelo consumo em nossas vidas? <br><br><a href="http://obviousmag.org/a_delicadeza_do_tempo/2015/06/e-se-desconsumissemos-o-mundo.html">Ler o artigo completo</a><br> o perfeccionista que aprendeu a amar Lia Holandahttp://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/autor/2021-10-03T01:20:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/05/o-perfeccionista-que-aprendeu-a-amar.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/05/o-perfeccionista-que-aprendeu-a-amar.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/05/o-perfeccionista-que-aprendeu-a-amar.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Por esses milhares de sonhos e seres espalhados pelo mundo, escolher se torna uma tarefa difícil, e acertar mais ainda . ” Quanto mais você treme, mais erra o alvo” Fritz Perls <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/05/o-perfeccionista-que-aprendeu-a-amar.html">Ler o artigo completo</a><br> dez filmes para quem não tem preguiça de pensar- parte 12Sílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2021-10-02T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/12/dez-filmes-para-quem-nao-tem-preguica-de-pensar-parte-12.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/12/dez-filmes-para-quem-nao-tem-preguica-de-pensar-parte-12.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/12/dez-filmes-para-quem-nao-tem-preguica-de-pensar-parte-12.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A décima segunda parte da lista promete sugestões empolgantes para quem deseja conciliar reflexão com uma boa dose de emoção. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/12/dez-filmes-para-quem-nao-tem-preguica-de-pensar-parte-12.html">Ler o artigo completo</a><br> realismo fantásticoJoão Cefalihttp://lounge.obviousmag.org/moksha2021-10-02T01:31:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/moksha/2015/12/realismo-fantastico.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/moksha/2015/12/realismo-fantastico.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/moksha/2015/12/realismo-fantastico.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Muitas vezes é só isso que nos resta. Nada mais do que a pura imaginação. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/moksha/2015/12/realismo-fantastico.html">Ler o artigo completo</a><br>