obviousUm olhar mais demorado...2017-11-13T08:32:00+00:00Movable Type 4.34-entag:obviousmag.org,2011://2é preciso saber a hora de sair de cenaMarcel Camargohttp://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/autor/2017-11-13T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/e-preciso-saber-a-hora-de-sair-de-cena.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/e-preciso-saber-a-hora-de-sair-de-cena.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/e-preciso-saber-a-hora-de-sair-de-cena.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ter a consciência de que é chegada a hora de partir para outras paragens será um dos maiores bens que poderemos fazer a nós mesmos e a quem amamos de fato. Estender-se além do permitido, além do que já saturou e deu o que tinha que dar, em nada nos ajudará. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/e-preciso-saber-a-hora-de-sair-de-cena.html">Ler o artigo completo</a><br> que problema há em produzir lixo em série!? Profeta do Arautohttp://obviousmag.org/ministerio_das_letras/autor/2017-11-12T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/que-lixo-e-o-seu.html <a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/que-lixo-e-o-seu.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/que-lixo-e-o-seu.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma reflexão sobre as raspas, restos e sobras; porque pensar sobre as várias maneiras de reciclagens está longe de meu entendimento, e sobretudo, demanda atitude e boa vontade, virtudes que menos trago incorporado no meu DNA. Geração Meio Ambiente, geração!..; querem saber tudo e como poderosos reis sem coroa, quem tudo sabe, tem o direito de sentar no trono e comandar os subalternos nas tarefas que não se propõem fazer. Ação consciente e trabalho árduo, dão trabalho e liberam suor em bicas. Contudo, diga-me a resposta do título, explique-me qual é o nome correto, como é classificado, por quem e como é produzido o lixo? Se não interessa para os demais, interessa-me saber a fundo sobre os meus restos e sobras de cada dia. <br><br><a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/que-lixo-e-o-seu.html">Ler o artigo completo</a><br> a fotografia relacional de júlio bittencourt, parte i Eduarda Amaralhttp://obviousmag.org/a_aerodinamica_das_palavras/autor/2017-11-11T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/a_aerodinamica_das_palavras/2017/a-fotografia-relacional-de-julio-bittencourt-parte-i.html <a href="http://obviousmag.org/a_aerodinamica_das_palavras/2017/a-fotografia-relacional-de-julio-bittencourt-parte-i.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/a_aerodinamica_das_palavras/2017/a-fotografia-relacional-de-julio-bittencourt-parte-i.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Este artigo inaugura uma série de artigos que irei publicar sobre fotógrafos brasileiros . O aspecto que mais chama a atenção no trabalho de Bittencourt é a sua capacidade de brincar com a representação de suas imagens de forma complexa; não se contentando em fotografar apenas uma dimensão dos sujeitos retratados. Suas lentes parecem captar a essência daquelas pessoas. Suas fotografias, todavia, não se limitam à intimidade dos indivíduos. Elas buscam revelar a interação deles com o ambiente. <br><br><a href="http://obviousmag.org/a_aerodinamica_das_palavras/2017/a-fotografia-relacional-de-julio-bittencourt-parte-i.html">Ler o artigo completo</a><br> não precisa torcer pela felicidade do ex, torça para você ser feliz sem eleMarcel Camargohttp://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/autor/2017-11-10T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/nao-precisa-torcer-pela-felicidade-do-ex-torca-para-voce-ser-feliz-sem-ele.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/nao-precisa-torcer-pela-felicidade-do-ex-torca-para-voce-ser-feliz-sem-ele.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/nao-precisa-torcer-pela-felicidade-do-ex-torca-para-voce-ser-feliz-sem-ele.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Na verdade, quando não há mais possibilidade de volta, teremos que colocar um ponto final sobre o que passou, enterrando simbolicamente uma passagem de nossa vida que não deu certo. Mesmo que tenha havido momentos bons, será melhor, enquanto nos recompomos, deixar lá atrás toda e qualquer lembrança do que acabou. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/nao-precisa-torcer-pela-felicidade-do-ex-torca-para-voce-ser-feliz-sem-ele.html">Ler o artigo completo</a><br> a crônica do não respondaJúlia Rathierhttp://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/autor/2017-11-09T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/a-cronica-do-nao-responda.html <a href="http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/a-cronica-do-nao-responda.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/a-cronica-do-nao-responda.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O luto amoroso de Amélia e a beleza do ressignificar. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/a-cronica-do-nao-responda.html">Ler o artigo completo</a><br> eliot porter - as cores cruas e puras da natureza Ricardo Ramoshttp://obviousmag.org/letras_perdidas/autor/2017-11-08T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/letras_perdidas/2017/eliot-porter---as-cores-cruas-e-puras-da-natureza.html <a href="http://obviousmag.org/letras_perdidas/2017/eliot-porter---as-cores-cruas-e-puras-da-natureza.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/letras_perdidas/2017/eliot-porter---as-cores-cruas-e-puras-da-natureza.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Eliot Porter ficou conhecido por dar cores à natureza quando os registos fotográficos ainda eram monocromáticos. As suas paisagens silenciosas e elegantemente equilibradas abraçam-nos numa mansidão de cores belas que nos aconchegam a alma que parece andar de mão dada com a natureza. <br><br><a href="http://obviousmag.org/letras_perdidas/2017/eliot-porter---as-cores-cruas-e-puras-da-natureza.html">Ler o artigo completo</a><br> tudo tem um limite, até mesmo a bondadeMarcel Camargohttp://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/autor/2017-11-07T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/tudo-tem-um-limite-ate-mesmo-a-bondade.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/tudo-tem-um-limite-ate-mesmo-a-bondade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/tudo-tem-um-limite-ate-mesmo-a-bondade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Não tome para si o trabalho do outro. Evite insistir em aconselhar quem não escuta ninguém além de si mesmo. Tenha em mente que o amor também possui limites, requer não, requer concessões, requer reciprocidade. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/tudo-tem-um-limite-ate-mesmo-a-bondade.html">Ler o artigo completo</a><br> arte moderna brasileiraobvious magazine2017-10-23T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/02/arte_moderna_brasileira.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/arte_moderna_brasileira.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/02/arte_moderna_brasileira.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O Modernismo no Brasil e a Semana da Arte Moderna. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/arte_moderna_brasileira.html">Ler o artigo completo</a><br> conhecimento gera metamorfose urbanaGCostahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2017-10-23T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/conhecimento-gera-metamorfose-urbana.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/conhecimento-gera-metamorfose-urbana.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/conhecimento-gera-metamorfose-urbana.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> As cidades são muito mais do que as mercadorias que comercializam ou produzem em fábricas ou fazendas. As cidades são, ou deveriam ser, principalmente, as pessoas as quais, muitas vezes, permanecem excluídas das atividades socioeconômicas tidas como principais e da prosperidade gerada. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/conhecimento-gera-metamorfose-urbana.html">Ler o artigo completo</a><br> depressão e vida depressivaDênis Athanáziohttp://obviousmag.org/denis_athanazio/autor/2017-10-23T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/denis_athanazio/2017/depressao-e-vida-depressiva-1.html <a href="http://obviousmag.org/denis_athanazio/2017/depressao-e-vida-depressiva-1.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/denis_athanazio/2017/depressao-e-vida-depressiva-1.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Na nossa existência, temos que esperar algumas questões internas maturarem, para depois digerirmos e não raramente, quando conseguimos esperar, podemos perceber que havíamos criado um problema muito maior do que era em nossa fantasia. Nós, seres da pós modernidade, devido a nossa ansiedade coletiva, não temos tempo ou não conseguimos esperar a fruta amadurecer para comê-la. Ou aceleramos o processo natural dela, ou comemos a fruta verde mesmo. <br><br><a href="http://obviousmag.org/denis_athanazio/2017/depressao-e-vida-depressiva-1.html">Ler o artigo completo</a><br> criolo e o rabisco direto na almaRafael Morenohttp://obviousmag.org/toca_a_fita/autor/2017-10-23T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/criolo-e-o-rabisco-direto-na-alma.html <a href="http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/criolo-e-o-rabisco-direto-na-alma.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/criolo-e-o-rabisco-direto-na-alma.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ele rabisca direto do coração, à sua maneira, porque o Criolo tem o dom de fazer da música uma conversa, entendendo como é a nossa correria de todo o santo dia. <br><br><a href="http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/criolo-e-o-rabisco-direto-na-alma.html">Ler o artigo completo</a><br> crônica sobre o marrocos: uma declaração de amor às diferenças e às semelhanças que constroem significados em nósAna Lúcia Goslinghttp://obviousmag.org/puro_achismo/autor/2017-10-22T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/puro_achismo/2017/cronica-sobre-o-marrocos-uma-declaracao-de-amor-as-diferencas-e-as-semelhancas-que-constroem-signifi.html <a href="http://obviousmag.org/puro_achismo/2017/cronica-sobre-o-marrocos-uma-declaracao-de-amor-as-diferencas-e-as-semelhancas-que-constroem-signifi.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/puro_achismo/2017/cronica-sobre-o-marrocos-uma-declaracao-de-amor-as-diferencas-e-as-semelhancas-que-constroem-signifi.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma turista brasileira em Marrocos se vê diante de diferenças e de semelhanças entre os dois países e, a partir daí, põe em perspectiva as suas concepções próprias e as culturais. <br><br><a href="http://obviousmag.org/puro_achismo/2017/cronica-sobre-o-marrocos-uma-declaracao-de-amor-as-diferencas-e-as-semelhancas-que-constroem-signifi.html">Ler o artigo completo</a><br> flicts de ziraldoKaroline de Carvalhohttp://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/autor/2017-10-22T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/flicts-de-ziraldo.html <a href="http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/flicts-de-ziraldo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/flicts-de-ziraldo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Um livro infantil que trata sobre a rejeição de uma forma lúdica. <br><br><a href="http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/flicts-de-ziraldo.html">Ler o artigo completo</a><br> 5 pessoas inteligentes que fizeram coisas estúpidasMargarete MShttp://lounge.obviousmag.org/esconderijo/autor/2017-10-22T01:21:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/5-pessoas-inteligentes-que-fizeram-coisas-estupidas.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/5-pessoas-inteligentes-que-fizeram-coisas-estupidas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/5-pessoas-inteligentes-que-fizeram-coisas-estupidas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Muitas das escolhas idiotas que você verá nesta lista foram motivadas por ganância, orgulho, stress e até mesmo pura preguiça. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/5-pessoas-inteligentes-que-fizeram-coisas-estupidas.html">Ler o artigo completo</a><br> de édipo a antígona: macabéa conceitua a liberdadeTainá Fragosohttp://obviousmag.org/palavra_pulsante/autor/2017-10-22T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/palavra_pulsante/2017/de-edipo-a-antigona-macabea-conceitua-a-liberdade.html <a href="http://obviousmag.org/palavra_pulsante/2017/de-edipo-a-antigona-macabea-conceitua-a-liberdade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/palavra_pulsante/2017/de-edipo-a-antigona-macabea-conceitua-a-liberdade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Em a Hora da Estrela, Macabéa é ao mesmo tempo Édipo e Antígona, antes de sua epifania todas as suas escolhas e sua liberdade são guiadas pela ideia de um destino pequeno e, talvez, curto. <br><br><a href="http://obviousmag.org/palavra_pulsante/2017/de-edipo-a-antigona-macabea-conceitua-a-liberdade.html">Ler o artigo completo</a><br> fica com quem seca tuas lágrimas e não com quem as multiplicaMarcel Camargohttp://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/autor/2017-10-22T01:19:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/fica-com-quem-seca-tuas-lagrimas-e-nao-com-quem-as-multiplica.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/fica-com-quem-seca-tuas-lagrimas-e-nao-com-quem-as-multiplica.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/fica-com-quem-seca-tuas-lagrimas-e-nao-com-quem-as-multiplica.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Muitas pessoas acabam confundindo “lutar dignamente por algo que vale a pena” com “lutar feito trouxa por algo que nunca trará coisas boas”. Na ânsia de querer manter por perto o que pensamos ser nosso, perdemos a noção exata de nosso próprio valor. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/fica-com-quem-seca-tuas-lagrimas-e-nao-com-quem-as-multiplica.html">Ler o artigo completo</a><br> relentless, 30 anos de sepultura, de jason korolenkoJulian Barghttp://lounge.obviousmag.org/yo_hablo/autor/2017-10-21T01:32:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/yo_hablo/2017/10/relentles-30-anos-de-sepultura-de-jason-korolenko.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/yo_hablo/2017/10/relentles-30-anos-de-sepultura-de-jason-korolenko.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/yo_hablo/2017/10/relentles-30-anos-de-sepultura-de-jason-korolenko.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Este livro não é apenas uma biografia, mas principalmente um tratado sobre o Sepultura. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/yo_hablo/2017/10/relentles-30-anos-de-sepultura-de-jason-korolenko.html">Ler o artigo completo</a><br> linhas cruzadasRoberto Bíscarohttp://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/autor/2017-10-21T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/linhas-cruzadas.html <a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/linhas-cruzadas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/linhas-cruzadas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A série Telefonistas, da Netflix, se vende como feminista, mas está mais para delicioso folhetim. <br><br><a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/linhas-cruzadas.html">Ler o artigo completo</a><br> uma dose de empatia, por favorFrancine S. C. Camargohttp://obviousmag.org/decifrando/autor/2017-10-21T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/decifrando/2017/uma-dose-de-empatia-por-favor.html <a href="http://obviousmag.org/decifrando/2017/uma-dose-de-empatia-por-favor.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/decifrando/2017/uma-dose-de-empatia-por-favor.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> “Você nunca entende alguém de verdade até considerar as coisas pelo ponto de vista dela.” (O Sol é Para Todos - Harper Lee) <br><br><a href="http://obviousmag.org/decifrando/2017/uma-dose-de-empatia-por-favor.html">Ler o artigo completo</a><br> o menino marrom de ziraldoKaroline de Carvalhohttp://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/autor/2017-10-21T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/o-menino-marrom-de-ziraldo.html <a href="http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/o-menino-marrom-de-ziraldo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/o-menino-marrom-de-ziraldo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma história sobre as diferenças que todo adulto deveria ler <br><br><a href="http://obviousmag.org/a_literatura_vivendo_em_mim/2017/o-menino-marrom-de-ziraldo.html">Ler o artigo completo</a><br> a 250 de steve mcqueen e as 250 de ferruccio lamborghiniAlexandre Belucohttp://obviousmag.org/horizonte_de_eventos/autor/2017-10-20T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/horizonte_de_eventos/2017/a-250-de-steve-mcqueen-e-as-250-de-ferruccio-lamborghini.html <a href="http://obviousmag.org/horizonte_de_eventos/2017/a-250-de-steve-mcqueen-e-as-250-de-ferruccio-lamborghini.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/horizonte_de_eventos/2017/a-250-de-steve-mcqueen-e-as-250-de-ferruccio-lamborghini.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A Ferrari 250 foi o primeiro modelo de sucesso mais generalizado da marca italiana, mesmo tendo sido produzido em vários modelos diferentes, visando tanto as corridas quanto as versões "de passeio". Entre alguns exemplares notáveis, certamente podem ser listadas pelo menos uma das 250 de Steve McQueen e as 250 de Ferruccio Lamborghini. <br><br><a href="http://obviousmag.org/horizonte_de_eventos/2017/a-250-de-steve-mcqueen-e-as-250-de-ferruccio-lamborghini.html">Ler o artigo completo</a><br> os três bravios indiana jones brasileirosProfeta do Arautohttp://obviousmag.org/ministerio_das_letras/autor/2017-10-20T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/os-tres-indiana-jones-brasileiros.html <a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/os-tres-indiana-jones-brasileiros.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/os-tres-indiana-jones-brasileiros.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Três brasileiros conseguiram a façanha de sair do Rio de Janeiro e percorrer quase 30 mil km, chegando perto do Canadá. Foi um feito e tanto para a época, que resultou no levantamento expedito e o traçado geométrico definitivo para implantação da carretera (rodovia em português) Pan-americana, a qual unifica as três Américas. E é considerada a mais longa de todo o Planeta Terra. <br><br><a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/os-tres-indiana-jones-brasileiros.html">Ler o artigo completo</a><br> o pré-conceito e suas consequências Michelle Cruzhttp://obviousmag.org/inconvencional/autor/2017-10-20T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/inconvencional/2017/10/pre-conceito.html <a href="http://obviousmag.org/inconvencional/2017/10/pre-conceito.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/inconvencional/2017/10/pre-conceito.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quem não compartilha nenhum pré-conceito que atire a primeira pedra! Quem diz não ter pré-conceito pode se considerar hipócrita. Quem tem domínio sobre todas as situações do mundo para saber o que é certo ou errado? Ninguém terreno tem essa resposta ou tem? <br><br><a href="http://obviousmag.org/inconvencional/2017/10/pre-conceito.html">Ler o artigo completo</a><br> apreendendo a subjetividade de 2001: uma odisseia no espaçoJHONS CASSIMIROhttp://lounge.obviousmag.org/above_all/autor/2017-10-19T01:32:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/above_all/2017/10/apreendendo-a-subjetividade-de-2001-uma-odisseia-no-espaco.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/above_all/2017/10/apreendendo-a-subjetividade-de-2001-uma-odisseia-no-espaco.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/above_all/2017/10/apreendendo-a-subjetividade-de-2001-uma-odisseia-no-espaco.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Após a leitura, um universo de reflexões pairam sobre nossas cabeças. É hora de apreendê-las. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/above_all/2017/10/apreendendo-a-subjetividade-de-2001-uma-odisseia-no-espaco.html">Ler o artigo completo</a><br> pessoas complicadas obscurecem almas resignadasThiana Furtadohttp://obviousmag.org/o_infinito_e_logo_ali/autor/2017-10-19T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/o_infinito_e_logo_ali/2017/pessoas-complicadas-obscurecem-almas-resignadas.html <a href="http://obviousmag.org/o_infinito_e_logo_ali/2017/pessoas-complicadas-obscurecem-almas-resignadas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/o_infinito_e_logo_ali/2017/pessoas-complicadas-obscurecem-almas-resignadas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> É preciso entendermos que nem toda amizade é para a vida inteira. Porém, se optarmos por conservar esses laços, é preciso que coloquemos os pingos nos is que estiverem faltando, para que possamos nos preservar de futuras contrariedades. Algumas amizades podem até ser positivas, mas quando o interlocutor perde o respeito por nós, não nos resta outra alternativa senão nos afastarmos em definitivo desse pessoa que insiste em querer nos ferir. <br><br><a href="http://obviousmag.org/o_infinito_e_logo_ali/2017/pessoas-complicadas-obscurecem-almas-resignadas.html">Ler o artigo completo</a><br> chore, até que sua dor se esvazie e se preencha de esperançaMarcel Camargohttp://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/autor/2017-10-19T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/chore-ate-que-sua-dor-se-esvazie-e-se-preencha-de-esperanca.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/chore-ate-que-sua-dor-se-esvazie-e-se-preencha-de-esperanca.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/chore-ate-que-sua-dor-se-esvazie-e-se-preencha-de-esperanca.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quando nada dá certo, ninguém entende, ninguém ouve. Quando a amizade fere, ignora, não responde, não procura. Quando dói tudo, dói a alma, dói a dor da desesperança e da solidão. Pode chorar. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/chore-ate-que-sua-dor-se-esvazie-e-se-preencha-de-esperanca.html">Ler o artigo completo</a><br> os mestres da palavra em 280 caracteresMargarete MShttp://lounge.obviousmag.org/esconderijo/autor/2017-10-19T01:20:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/os-mestres-da-palavra-em-280-caracteres.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/os-mestres-da-palavra-em-280-caracteres.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/os-mestres-da-palavra-em-280-caracteres.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O que diriam Neruda, Shakespeare e outros mestres da palavra com o novo limite de 280 caracteres testado pelo Twitter? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/esconderijo/2017/10/os-mestres-da-palavra-em-280-caracteres.html">Ler o artigo completo</a><br> a história dos vitraisrejane borges2017-10-18T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_historia_dos_vitrais.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_historia_dos_vitrais.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_historia_dos_vitrais.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Inicialmente, os vitrais eram uma arte usada nas representações históricas bíblicas dentro das igrejas góticas. Com o passar do tempo, eles foram introduzidos a outros ambientes como forma de decoração. Mas ainda reside nos vitrais a tradição de contar as cenas bíblicas dentro das igrejas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_historia_dos_vitrais.html">Ler o artigo completo</a><br> o perigoso caminho da intolerânciaLUIZ ROSAhttp://obviousmag.org/porta_voz/autor/2017-10-18T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/porta_voz/2017/o-perigoso-caminho-da-intolerancia.html <a href="http://obviousmag.org/porta_voz/2017/o-perigoso-caminho-da-intolerancia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/porta_voz/2017/o-perigoso-caminho-da-intolerancia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Em época de elevada discussão sobre o papel da arte é preciso ter comedimento e tolerância. <br><br><a href="http://obviousmag.org/porta_voz/2017/o-perigoso-caminho-da-intolerancia.html">Ler o artigo completo</a><br> faltam técnicas; sobram engenheiros civis, ambientais, arquitetos e outrosProfeta do Arautohttp://obviousmag.org/ministerio_das_letras/autor/2017-10-18T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/faltam-tecnicos-sobram-engenheiros-civis-e-arquitetos.html <a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/faltam-tecnicos-sobram-engenheiros-civis-e-arquitetos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/faltam-tecnicos-sobram-engenheiros-civis-e-arquitetos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Nada digo sobre as lágrimas que escorrem nas folhas e galhos de uma árvore tosqueada, podada e cruelmente arrancada com raízes e tudo; apenas lamento, derramo nódoas pelas faces ao ver as cicatrizes e o terror deixado na Natureza pelas mãos humanas. O homem em pináculos e mares, constrói. E sem o menor ressentimento, os sentimentos daquilo que é naturalmente, natural, destrói. Não obstante, o futuro foi e continuará sendo construído pelas redundâncias ininteligíveis dos brutos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2017/10/faltam-tecnicos-sobram-engenheiros-civis-e-arquitetos.html">Ler o artigo completo</a><br> a interdependencia ecologica das naçõesGCostahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2017-10-18T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/a-interdependencia-ecologica-das-nacoes.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/a-interdependencia-ecologica-das-nacoes.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/a-interdependencia-ecologica-das-nacoes.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O planeta está atravessando um período de crescimento drástico e mudança fundamental. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2017/a-interdependencia-ecologica-das-nacoes.html">Ler o artigo completo</a><br> às vezes, teremos que atravessar o luto por alguém que ainda está vivoMarcel Camargohttp://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/autor/2017-10-18T01:19:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/as-vezes-teremos-que-atravessar-o-luto-por-alguem-que-ainda-esta-vivo.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/as-vezes-teremos-que-atravessar-o-luto-por-alguem-que-ainda-esta-vivo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/as-vezes-teremos-que-atravessar-o-luto-por-alguem-que-ainda-esta-vivo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quando nos separamos de alguém por outras causas que não a morte, também teremos um luto a ser enfrentado pela frente. Toda e qualquer forma de separação traz dor e saudades e também tem seu tempo de cura e cicatrização. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/as-vezes-teremos-que-atravessar-o-luto-por-alguem-que-ainda-esta-vivo.html">Ler o artigo completo</a><br> pinturas clássicas sob outra perspectivarejane borges2017-10-16T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2010/12/pinturas_classicas_sob_outra_perspectiva.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2010/12/pinturas_classicas_sob_outra_perspectiva.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2010/12/pinturas_classicas_sob_outra_perspectiva.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Alguns contornos inusitados conferem uma aparência mais descontraída e bem humorada a quadros célebres da arte ocidental. Em uma reinterpretação coletiva, artistas contemporâneos se juntam para homenagear os mestres. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2010/12/pinturas_classicas_sob_outra_perspectiva.html">Ler o artigo completo</a><br> marc chagall: alguém viu um bode tocando violino?rejane borges2017-10-15T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/12/marc_chagall_alguem_viu_um_bode_tocando_violino.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/12/marc_chagall_alguem_viu_um_bode_tocando_violino.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/12/marc_chagall_alguem_viu_um_bode_tocando_violino.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Chagall evocava o mundo das ideias, pintava o onírico, usava tons que via em seus próprios devaneios. Usava o colorido da sua infância e do seu amor junto aos cinzas e pálidos de seus conflitos. Concedia à realidade uma nova forma, inconsciente. Sempre penso que a sua obra pode ser uma espécie de pintura de livre associação. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/12/marc_chagall_alguem_viu_um_bode_tocando_violino.html">Ler o artigo completo</a><br> as pinturas mais famosas da históriarejane borges2017-10-14T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/02/as_pinturas_mais_famosas_da_historia.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/as_pinturas_mais_famosas_da_historia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/02/as_pinturas_mais_famosas_da_historia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Picasso, Van Gogh, Monet e Gustav Klimt são alguns dos autores das obras mais famosas da História. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/as_pinturas_mais_famosas_da_historia.html">Ler o artigo completo</a><br> edgar degas - a pequena bailarinacarolina carminihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/carolinalucio/2017-10-13T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/02/edgar_degas_-_a_pequena_bailarina.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/edgar_degas_-_a_pequena_bailarina.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/02/edgar_degas_-_a_pequena_bailarina.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Se você – ou alguém que você conheça – já estudou ballet, com certeza conhece a pequena bailarina de Degas. Toda uma cultura infantil se construiu por meio da escultura da jovem bailarina. Hoje infantilizada, no passado vulgarizada, "La Petite Danseuse de Quatorze Ans", é um marco na história da arte na escultura moderna. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/edgar_degas_-_a_pequena_bailarina.html">Ler o artigo completo</a><br> o que é arte moderna?obvious magazine2017-10-12T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/02/o_que_e_arte_moderna.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/o_que_e_arte_moderna.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/02/o_que_e_arte_moderna.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma reflexão acerca da arte moderna e suas características. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/02/o_que_e_arte_moderna.html">Ler o artigo completo</a><br> xilogravura passo a passorejane borges2017-10-12T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/03/xilogravura_passo_a_passo.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/03/xilogravura_passo_a_passo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/03/xilogravura_passo_a_passo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Aprenda como fazer Xilogravura, passo a passo. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/03/xilogravura_passo_a_passo.html">Ler o artigo completo</a><br> a mecânica do coraçãoCarolina Borbahttp://obviousmag.org/aprecie_sem_moderacao/autor/2017-10-12T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/aprecie_sem_moderacao/2017/a-mecanica-do-coracao.html <a href="http://obviousmag.org/aprecie_sem_moderacao/2017/a-mecanica-do-coracao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/aprecie_sem_moderacao/2017/a-mecanica-do-coracao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Dizem que o tempo cura tudo... Mas o que cura o tempo? <br><br><a href="http://obviousmag.org/aprecie_sem_moderacao/2017/a-mecanica-do-coracao.html">Ler o artigo completo</a><br> uma das reais forças do moderno rock progressivo italianoRoberto Bíscarohttp://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/autor/2017-10-12T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/uma-das-forcas-do-moderno-rock-progressivo-italiano.html <a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/uma-das-forcas-do-moderno-rock-progressivo-italiano.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/uma-das-forcas-do-moderno-rock-progressivo-italiano.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O Unreal City tem uma trinca de álbuns com sonoridade de prog sinfônico anos 1970, mas com produção esmerada da contemporaneidade. <br><br><a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2017/uma-das-forcas-do-moderno-rock-progressivo-italiano.html">Ler o artigo completo</a><br> sobre o cansaço das pessoas com máscaras e suas pupilas dilatandoCarolina Vila Novahttp://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/autor/2017-10-12T01:19:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/-sobre-o-cansaco-das-mascaras-e-pupilas-dilatando.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/-sobre-o-cansaco-das-mascaras-e-pupilas-dilatando.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/-sobre-o-cansaco-das-mascaras-e-pupilas-dilatando.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quem nunca viu as pupilas de alguém dilatando rapidamente, não teve a oportunidade de ver a beleza deste movimento. Ruim é saber o por que, às vezes, isto acontece. Se não for uma atração sexual em relação a sua pessoa, fato é que este alguém está mentindo para você. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/-sobre-o-cansaco-das-mascaras-e-pupilas-dilatando.html">Ler o artigo completo</a><br> quando se ama, a fidelidade é um prazer e não um sacrifícioMarcel Camargohttp://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/autor/2017-10-12T01:18:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/quando-se-ama-a-fidelidade-e-um-prazer-e-nao-um-sacrificio.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/quando-se-ama-a-fidelidade-e-um-prazer-e-nao-um-sacrificio.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/quando-se-ama-a-fidelidade-e-um-prazer-e-nao-um-sacrificio.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O amor resiste ao tempo, à distância, às doenças, à falta de dinheiro, à falta de conforto, mas jamais sobreviverá à falta da verdade. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2017/quando-se-ama-a-fidelidade-e-um-prazer-e-nao-um-sacrificio.html">Ler o artigo completo</a><br> a lenda de nefertiti, a rainha misteriosarejane borges2017-10-11T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/01/a_lenda_de_nefertiti_a_rainha_misteriosa.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/01/a_lenda_de_nefertiti_a_rainha_misteriosa.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/01/a_lenda_de_nefertiti_a_rainha_misteriosa.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A vida e a morte de uma das mais importantes rainhas da História é cercada de mistérios. Confira algujmas lendas sobre uma das mulheres mais belas que já governaram o Egito. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/01/a_lenda_de_nefertiti_a_rainha_misteriosa.html">Ler o artigo completo</a><br> a vida a partir dos 40: uma nova era de si mesmoCarolina Vila Novahttp://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/autor/2017-10-11T01:22:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/a-vida-a-partir-dos-40-uma-nova-era-de-si-mesmo.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/a-vida-a-partir-dos-40-uma-nova-era-de-si-mesmo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/a-vida-a-partir-dos-40-uma-nova-era-de-si-mesmo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Acredite, a vida fica muito melhor com o tempo sim. Mesmo que se perca a vivacidade, o conhecimento e o saber da vida compensam qualquer ruga nos olhos, flacidez ou quilos a mais. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/reading_terapia/2017/09/a-vida-a-partir-dos-40-uma-nova-era-de-si-mesmo.html">Ler o artigo completo</a><br> imersão e incerteza viva: uma reflexão sobre a arte digital a partir da bienal de são paulo em portugalGiuliarde de Abreuhttp://obviousmag.org/cafe_contemporaneo/autor/2017-10-11T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/cafe_contemporaneo/2017/imersao-e-incerteza-viva-uma-reflexao-sobre-a-arte-digital-a-partir-da-bienal-de-sao-paulo-em-portug.html <a href="http://obviousmag.org/cafe_contemporaneo/2017/imersao-e-incerteza-viva-uma-reflexao-sobre-a-arte-digital-a-partir-da-bienal-de-sao-paulo-em-portug.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cafe_contemporaneo/2017/imersao-e-incerteza-viva-uma-reflexao-sobre-a-arte-digital-a-partir-da-bienal-de-sao-paulo-em-portug.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Incerteza viva é o conceito que une mais uma vez, agora sob os signos da arte digital contemporânea, Brasil e Portugal. Não só dois países, mas representantes de dois continentes, cujas histórias tão distintas e hábitos muito próprios não deixam, entretanto, de revelar conexões humanas e culturais muito profundas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cafe_contemporaneo/2017/imersao-e-incerteza-viva-uma-reflexao-sobre-a-arte-digital-a-partir-da-bienal-de-sao-paulo-em-portug.html">Ler o artigo completo</a><br> o largo retrato da ansiedadeJúlia Rathierhttp://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/autor/2017-10-11T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/o-largo-retrato-da-ansiedade.html <a href="http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/o-largo-retrato-da-ansiedade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/o-largo-retrato-da-ansiedade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Manifesto de uma alma inquieta com a pressa do ser humano de ser. Precisamos de tanta ansiedade? <br><br><a href="http://obviousmag.org/sobre_tudo_sobretudo/2017/10/o-largo-retrato-da-ansiedade.html">Ler o artigo completo</a><br> lugares recicladosJoão Ricardohttp://lounge.obviousmag.org/moksha2017-10-11T01:19:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/moksha/2017/10/lugares-reciclados.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/moksha/2017/10/lugares-reciclados.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/moksha/2017/10/lugares-reciclados.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Lugares antes esquecidos agora se tornam atrativos através da arte intrigada do colaborativo VORTEX-X. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/moksha/2017/10/lugares-reciclados.html">Ler o artigo completo</a><br> é racionais, presta atenção mermão!Rafael Morenohttp://obviousmag.org/toca_a_fita/autor/2017-10-11T01:18:00-07:00http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/e-racionais-presta-atencao-mermao.html <a href="http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/e-racionais-presta-atencao-mermao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/e-racionais-presta-atencao-mermao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> De Jorge Ben à Marvin Gaye, aqueles quatro sabem o que fazem e não estão para brincadeira, por isso você não os veem rindo. Não é só rap e também nunca foi só poesia. Aquilo no palco era um grito para o que estava errado, de quem chegou onde chegou porque foi foda, daqueles que não aguentavam mais, e por isso resolveram mudar. <br><br><a href="http://obviousmag.org/toca_a_fita/2017/e-racionais-presta-atencao-mermao.html">Ler o artigo completo</a><br> mother e o cinema alegórico de darren aronofskySílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2017-10-10T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2017/10/mother-e-o-cinema-alegorico-de-darren-aronofsky.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2017/10/mother-e-o-cinema-alegorico-de-darren-aronofsky.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2017/10/mother-e-o-cinema-alegorico-de-darren-aronofsky.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Como uma boa alegoria , existe uma grande dose de surrealismo no filme , o que , talvez , remeta a ideia de que a personagem protagonista seja uma psicótica que enxerga a todos os dramas e quebras de privacidade de uma forma muito mais exagerada. Talvez , o filme seja a simbologia do relacionamento amoroso entre um narcisista e uma psicótica. Como Nina de Cisne negro, a personagem mãe parece sempre assustada , mergulhada num mundo hostil e cheio de perigos. A própria confusão que acontece na casa pode ser uma metáfora da psiquê da personagem, que não possui limites entre o sonho e a realidade. De certa forma , o filme é metalinguístico também porque faz parte da linguagem do cinema o caráter onírico, a não distinção entre sonho e realidade. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2017/10/mother-e-o-cinema-alegorico-de-darren-aronofsky.html">Ler o artigo completo</a><br> a canção je t'aime moi non plusrejane borges2017-10-10T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_cancao_je_taime_moi_non_plus.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_cancao_je_taime_moi_non_plus.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_cancao_je_taime_moi_non_plus.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Dois casos de amor e uma das músicas mais polêmicas da história. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/03/a_cancao_je_taime_moi_non_plus.html">Ler o artigo completo</a><br>