obviousUm olhar mais demorado...2019-04-20T08:32:00+00:00Movable Type 4.34-entag:obviousmag.org,2011://2oitenta balasLeandro Andradehttp://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/autor/2019-04-20T01:32:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2019/04/oitenta-balas.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2019/04/oitenta-balas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2019/04/oitenta-balas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Não vem que não tem! Eu te conheço faz muito. Eu te reconheço e tu a mim. Eu recomeço a luta a cada recomeço teu. Tu enganas, eu não me engano. Tu corrompes, eu resisto. Tu matas, eu semeio. E, aquilo que semeias, eu combato. Contra tuas balas, tenho meu escudo. Sempre que me matares, renascerei. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2019/04/oitenta-balas.html">Ler o artigo completo</a><br> sobre a necessidade de ter que explicar o óbvio Francisco Fernandes Ladeirahttp://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/autor/2019-04-20T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2019/sobre-a-necessidade-de-ter-que-explicar-o-obvio.html <a href="http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2019/sobre-a-necessidade-de-ter-que-explicar-o-obvio.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2019/sobre-a-necessidade-de-ter-que-explicar-o-obvio.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Numa época em que astrólogos são considerados filósofos, youtubers substituem professores e atores de filmes adultos se transformam em conselheiros educacionais, basta que alguém faça uma postagem nonsense na internet para que, em um clique, o conhecimento humano regrida milhares de anos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2019/sobre-a-necessidade-de-ter-que-explicar-o-obvio.html">Ler o artigo completo</a><br> a fina flor do rock progressivo italianoRoberto Bíscarohttp://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/autor/2019-04-20T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/a-fina-flor-do-rock-progressivo-italiano.html <a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/a-fina-flor-do-rock-progressivo-italiano.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/a-fina-flor-do-rock-progressivo-italiano.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Um álbum lindo e melódico, para quem prefere o lado mais pastoral do rock progressivo. <br><br><a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/a-fina-flor-do-rock-progressivo-italiano.html">Ler o artigo completo</a><br> all them witches em combinação única Geraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-20T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/all-them-witches-em-combinacao-unica.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/all-them-witches-em-combinacao-unica.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/all-them-witches-em-combinacao-unica.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> All Them Witches versátil quarteto de hard rock baseado em Nashville, Tennessee, com inspiração musical que inclui Blue Cheer , Black Sabbath , Sun, Moon e Ervas - Dr. John , e o elétrico Delta swamp blues de Junior Kimbrough . <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/all-them-witches-em-combinacao-unica.html">Ler o artigo completo</a><br> blade runner trilha sonoraGeraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-20T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blade-runner-trilha-sonora.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blade-runner-trilha-sonora.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blade-runner-trilha-sonora.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Trilha sonora primeiro, em 1982, apresenta as composições acompanhadas pela orquestra New American Orchestra. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blade-runner-trilha-sonora.html">Ler o artigo completo</a><br> cinco passos para ter sucesso sendo você mesmo (e não outra pessoa)Renato Collyerhttp://obviousmag.org/renato_collyer/autor/2019-04-19T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/renato_collyer/2019/04/cinco-passos-para-ter-sucesso-sendo-voce-mesmo.html <a href="http://obviousmag.org/renato_collyer/2019/04/cinco-passos-para-ter-sucesso-sendo-voce-mesmo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/renato_collyer/2019/04/cinco-passos-para-ter-sucesso-sendo-voce-mesmo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> De nada adianta cursos de aperfeiçoamento que durem todo o final de semana, palestras, livros ou mesmo um curso superior ou pós-graduação se você não usar o que você tem de melhor: você mesmo! Você é o seu melhor material, seu principal produto. Seja sincero e responda a você mesmo: como estou vendendo este produto para as demais pessoas? Estou me espelhando nos resultados dos outros? Estou usando meu potencial e gastando meu tempo procurando o melhor de mim ou estou perdendo tempo sendo alguém que não sou? <br><br><a href="http://obviousmag.org/renato_collyer/2019/04/cinco-passos-para-ter-sucesso-sendo-voce-mesmo.html">Ler o artigo completo</a><br> tédio não é saudade, nem nos domingosTatiane Cris Nuneshttp://obviousmag.org/deletrear/autor/2019-04-19T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/deletrear/2019/tedio-nao-e-saudade-so-aos-domingos.html <a href="http://obviousmag.org/deletrear/2019/tedio-nao-e-saudade-so-aos-domingos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/deletrear/2019/tedio-nao-e-saudade-so-aos-domingos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O tédio é perigoso. Mascara-se de saudade, de amor, de arrependimento. O tédio namora a carência e a recaída. Nessa perspectiva não é de todo mal que a vida seja um pouco corrida. Apenas há que se tomar cuidado com os domingos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/deletrear/2019/tedio-nao-e-saudade-so-aos-domingos.html">Ler o artigo completo</a><br> the blues band expoentes do rhythm & blues inglês Geraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-19T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/the-blues-band-expoentes-do-rhythm-blues-ingles.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/the-blues-band-expoentes-do-rhythm-blues-ingles.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/the-blues-band-expoentes-do-rhythm-blues-ingles.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O primeiro álbum The Official Blues Band Bootleg Album , uma mistura de padrões de blues e músicas originais. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/the-blues-band-expoentes-do-rhythm-blues-ingles.html">Ler o artigo completo</a><br> toda vez que eu dou um passo o mundo sai do lugar!Profeta do Arautohttp://obviousmag.org/ministerio_das_letras/autor/2019-04-19T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/toda-vez-que-eu-dou-um-passo-o-mundo-sai-do-lugar.html <a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/toda-vez-que-eu-dou-um-passo-o-mundo-sai-do-lugar.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/toda-vez-que-eu-dou-um-passo-o-mundo-sai-do-lugar.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Humanismo não necessita de teorias humanas, ao contrário, basta ser gente, empatizando e simpatizando-se por gente. Pouco praticado, até mesmo pelos que se dizem humanos e humanistas, eis o ensinamento passado pelos singelos senhores da banda Fuloresta e por Siba, propagado! Liderados pelo músico Recifense, com eles tudo é ludismo; e ao dar um passo, milimetricamente rimado, rima o passo dado, no compasso. <br><br><a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/toda-vez-que-eu-dou-um-passo-o-mundo-sai-do-lugar.html">Ler o artigo completo</a><br> na dúvida, procure a saída de emergênciaWal Reishttp://obviousmag.org/licoes_de_partir/autor/2019-04-19T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/licoes_de_partir/2019/na-duvida-procure-a-saida-de-emergencia.html <a href="http://obviousmag.org/licoes_de_partir/2019/na-duvida-procure-a-saida-de-emergencia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/licoes_de_partir/2019/na-duvida-procure-a-saida-de-emergencia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Às vezes, o simples fato de saber que sempre existe uma maneira de escapar, já dá coragem e discernimento para encarar certos desafios <br><br><a href="http://obviousmag.org/licoes_de_partir/2019/na-duvida-procure-a-saida-de-emergencia.html">Ler o artigo completo</a><br> marxismo e marxismo cultural – vários nomes para uma metástaseMateus Machadohttp://obviousmag.org/a_biblioteca_de_babel/autor/2019-04-18T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/a_biblioteca_de_babel/2019/marxismo-e-marxismo-cultural-varios-nomes-para-uma-metastase.html <a href="http://obviousmag.org/a_biblioteca_de_babel/2019/marxismo-e-marxismo-cultural-varios-nomes-para-uma-metastase.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/a_biblioteca_de_babel/2019/marxismo-e-marxismo-cultural-varios-nomes-para-uma-metastase.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Por que chamamos de Marxismo Cultural aquilo que entra em conflito com os fundamentos do próprio Marxismo? A relevância ou a irrelevância de um paradoxo é em si um paradoxo? <br><br><a href="http://obviousmag.org/a_biblioteca_de_babel/2019/marxismo-e-marxismo-cultural-varios-nomes-para-uma-metastase.html">Ler o artigo completo</a><br> ninguém se cura permanecendo no mesmo ambiente em que adoeceuProf. Marcel Camargohttps://www.profmarcelcamargo.com/2019-04-18T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/ninguem-se-cura-permanecendo-no-mesmo-ambiente-em-que-adoeceu.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/ninguem-se-cura-permanecendo-no-mesmo-ambiente-em-que-adoeceu.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/ninguem-se-cura-permanecendo-no-mesmo-ambiente-em-que-adoeceu.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ninguém se cura sem cortar a causa do mal, sem se privar do que machuca e contamina sua felicidade, sem evitar ficar junto de quem não faz nada mais do que sofrer. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/ninguem-se-cura-permanecendo-no-mesmo-ambiente-em-que-adoeceu.html">Ler o artigo completo</a><br> ao embarcar em uma relação, desnude sua almaBruna Girardi Dalmashttp://obviousmag.org/carpinteiros_do_universo/autor/2019-04-18T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/carpinteiros_do_universo/2019/ao-embarcar-um-relacao-desnude-sua-alma.html <a href="http://obviousmag.org/carpinteiros_do_universo/2019/ao-embarcar-um-relacao-desnude-sua-alma.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/carpinteiros_do_universo/2019/ao-embarcar-um-relacao-desnude-sua-alma.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Que bom seria se a gente pudesse se vestir da gente mesmo e nada mais. Despido de mecanismos de defesa, frases de efeito e sacadas inteligentes. Tudo seria bem mais simples se a gente pudesse simplesmente desfilar por aí. Com as nossas manias defeitos, deslizes e avessos. Poder tirar toda a pose de bom moço e deixar vir à tona as nossas humanidades. Seria tão bom poder falar abertamente <br><br><a href="http://obviousmag.org/carpinteiros_do_universo/2019/ao-embarcar-um-relacao-desnude-sua-alma.html">Ler o artigo completo</a><br> nós que estamos destinados à sensibilidadeElsa Afonsohttp://obviousmag.org/caderno_amarelo/autor/2019-04-18T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/caderno_amarelo/2019/nos-que-estamos-destinados-a-sensibilidade.html <a href="http://obviousmag.org/caderno_amarelo/2019/nos-que-estamos-destinados-a-sensibilidade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/caderno_amarelo/2019/nos-que-estamos-destinados-a-sensibilidade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Nós que ficamos com pele de galinha quando a arte (ou vida), em todas as suas maravilhosas formas, se desenrola à nossa frente. <br><br><a href="http://obviousmag.org/caderno_amarelo/2019/nos-que-estamos-destinados-a-sensibilidade.html">Ler o artigo completo</a><br> duas anedotas sobre um ministro da educação 'vazio'Bruno Limahttp://obviousmag.org/filosofia_tecnologia_arte_e_pensamento/autor/2019-04-18T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/filosofia_tecnologia_arte_e_pensamento/2019/duas-anedotas-sobre-um-ministro-da-educacao-vazio.html <a href="http://obviousmag.org/filosofia_tecnologia_arte_e_pensamento/2019/duas-anedotas-sobre-um-ministro-da-educacao-vazio.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/filosofia_tecnologia_arte_e_pensamento/2019/duas-anedotas-sobre-um-ministro-da-educacao-vazio.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Para criticar a gestão de Vélez Rodriguez, dados não são mais necessários. As denúncias já foram feitas aos montes, e Tabata Amaral nos representou a todos. Resta, agora, o humor. <br><br><a href="http://obviousmag.org/filosofia_tecnologia_arte_e_pensamento/2019/duas-anedotas-sobre-um-ministro-da-educacao-vazio.html">Ler o artigo completo</a><br> meninas eletrônicasRoberto Bíscarohttp://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/autor/2019-04-17T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/meninas-eletronicas.html <a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/meninas-eletronicas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/meninas-eletronicas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Três grupos que combinam doces vocais femininos com sons sintetizados de inspiração anos 80. <br><br><a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/meninas-eletronicas.html">Ler o artigo completo</a><br> uma análise sob o enfoque da sustentabilidadeJoão Carlos Figueiredohttp://lounge.obviousmag.org/artefacto_artefoto/autor/2019-04-17T01:31:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/artefacto_artefoto/2019/04/uma-analise-sob-o-enfoque-da-sustentabilidade.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/artefacto_artefoto/2019/04/uma-analise-sob-o-enfoque-da-sustentabilidade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/artefacto_artefoto/2019/04/uma-analise-sob-o-enfoque-da-sustentabilidade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O artigo aborda os três eixos da Sustentabilidade: Ambiental, Social e Econômico, avaliados sob os impactos da devastação provocada pela expansão das fronteiras agrícolas e suas consequências no equilíbrio climático do hemisfério sul, na medida em que afeta as populações das florestas tropicais e da savana americana, bem como os componentes desses ecossistemas, profundamente impactados pela drástica redução dos aquíferos subterrâneos e dos mananciais de superfície. Discute também a opção brasileira de oferecer subsídios fiscais ao agronegócio, em detrimento do setor industrial e de serviços. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/artefacto_artefoto/2019/04/uma-analise-sob-o-enfoque-da-sustentabilidade.html">Ler o artigo completo</a><br> muddy waters - at newport 1960Geraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-17T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/muddy-waters---at-newport-1960.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/muddy-waters---at-newport-1960.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/muddy-waters---at-newport-1960.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> McKinley Morganfield, mais conhecido no mundo como Muddy Waters, é uma lenda de blues da música do século 20. Padrinho do blues de Chicago, movimento na década de 1950 que preencheu a lacuna entre o blues acústicos do Delta dos anos 20, 30 e 40, e a explosão britânica do blues-rock Década de 1960. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/muddy-waters---at-newport-1960.html">Ler o artigo completo</a><br> black sabbath é o nascimento do heavy metalGeraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-17T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/black-sabbath-e-o-album-de-estreia.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/black-sabbath-e-o-album-de-estreia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/black-sabbath-e-o-album-de-estreia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Black Sabbath é o álbum de estreia lançado pela banda inglesa lançado em 1970. Ainda que não tenha recebido muita atenção na época de seu lançamento, Black Sabbath tem sido, desde então, considerado como um dos discos mais importantes para o desenvolvimento do heavy metal. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/black-sabbath-e-o-album-de-estreia.html">Ler o artigo completo</a><br> blues jam in chicago excelência do bluesGeraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-17T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blues-jam-in-chicago.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blues-jam-in-chicago.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blues-jam-in-chicago.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Blues Jam in Chicago é uma verdadeira obra prima. Um set de duas gravações selecionadas das sessões da edição de Peter Green / Danny Kirwan / Mick Fleetwood / John McVie da banda realizada no Chess Studios em Chicago em janeiro de 1969 com lendas de blues como Elmore James , Howlin' Wolf,Walter Horton , Otis Spann e Willie Dixon . <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/blues-jam-in-chicago.html">Ler o artigo completo</a><br> o rugido visceral dos felinos: edson cordeiro e cássia ellerProfeta do Arautohttp://obviousmag.org/ministerio_das_letras/autor/2019-04-16T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/o-rugido-visceral-dos-felinos-edson-cordeiro-e-cassia-eller.html <a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/o-rugido-visceral-dos-felinos-edson-cordeiro-e-cassia-eller.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/o-rugido-visceral-dos-felinos-edson-cordeiro-e-cassia-eller.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> É indiscutível que os tempos eram outros, a qualidade geracional era outra, o nível da safra era outro; por tudo isto e mais um tanto, os dois faziam música para um público específico, seleto e extremamente exigente, que não engolia qualquer porcaria, motivo deles serem conhecidos e aclamados mundialmente; mas o desvario de Cássia Eller está para a bluzeira Janis Joplin, assim como a garganta antissocial de Edson Cordeiro está para a voz indecente de Freddie Mercury. E sem precisar de tecnologia para regular, equalizar, aumentar, diminuir, subir ou abaixar a entonação grave e aguda das quatro vozes, tanto no palco ao vivo, quanto no estúdio, elas rugiam alto. Eram ensurdecedoras! <br><br><a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2019/04/o-rugido-visceral-dos-felinos-edson-cordeiro-e-cassia-eller.html">Ler o artigo completo</a><br> uma austrália menos ensolarada Roberto Bíscarohttp://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/autor/2019-04-16T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/uma-australia-menos-ensolarada.html <a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/uma-australia-menos-ensolarada.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/uma-australia-menos-ensolarada.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Duas minisséries de suspense policial ficcionalizam com inteligência, problemas da Austrália contemporânea. Ambas estão no catálogo da Netflix. <br><br><a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/uma-australia-menos-ensolarada.html">Ler o artigo completo</a><br> voo pela sombra: a poética de fernando chagas duarte – primeira parteSara Timóteohttp://lounge.obviousmag.org/o_reverso_do_ser/autor/2019-04-16T01:22:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/o_reverso_do_ser/2019/04/voo-pela-sombra-a-poetica-de-fernando-chagas-duarte-primeira-parte.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/o_reverso_do_ser/2019/04/voo-pela-sombra-a-poetica-de-fernando-chagas-duarte-primeira-parte.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/o_reverso_do_ser/2019/04/voo-pela-sombra-a-poetica-de-fernando-chagas-duarte-primeira-parte.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Fernando Chagas Duarte apresenta-nos uma obra cujo léxico vale uma leitura atenta. O recurso à intersemiose converte o ato de ler num convite à reflexão, mais do que a qualquer interpretação de palavras, métricas e temas. "Oblíquos" apresenta-nos a sugestão de um percurso emergente, não a partir de uma reta controlada pelo sujeito poético, mas antes de vários rizomas que se vão entrelaçando e fortalecendo entre si, criando caminhos improváveis de achamento e de pureza. Podemos considerar que o eu lírico empreende, com sucesso, um voo pela sombra, congregando várias influências sem delas se apropriar. A mestria desta obra reside no «gesto d’asa» próprio de quem leu muito, viveu muito, amou muito. A tessitura de sombras através das quais nos faz atravessar o rio do esquecimento é densa e promove a rememoração de tudo aquilo que é essencial e que desde há muito consideramos na condição de supérfluo. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/o_reverso_do_ser/2019/04/voo-pela-sombra-a-poetica-de-fernando-chagas-duarte-primeira-parte.html">Ler o artigo completo</a><br> juana molina hipnótica e inventivaGeraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-16T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/juana-molina-hipnotica-e-inventiva.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/juana-molina-hipnotica-e-inventiva.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/juana-molina-hipnotica-e-inventiva.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Juana Molina é uma cantora / compositora da Argentina, cuja mistura atmosférica de folk, eletrônica e pop experimental . <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/juana-molina-hipnotica-e-inventiva.html">Ler o artigo completo</a><br> lavern baker a diva dos anos 50 do rhythm and bluesGeraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-16T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/lavern-baker-a-diva-dos-anos-50-rhythm-and-blues.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/lavern-baker-a-diva-dos-anos-50-rhythm-and-blues.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/lavern-baker-a-diva-dos-anos-50-rhythm-and-blues.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> LaVern Baker foi uma das divas mais sexy do circuito de rock & roll dos anos 50, ostentando uma entrega vocal impetuosa e sedutora feita sob medida para transmitir as novidades cativantes. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/lavern-baker-a-diva-dos-anos-50-rhythm-and-blues.html">Ler o artigo completo</a><br> o restaurante mais antigo do mundo: sabor e históriarejane borges2019-04-15T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/o_restaurante_mais_antigo_do_mundo_sabor_e_historia.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/o_restaurante_mais_antigo_do_mundo_sabor_e_historia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/o_restaurante_mais_antigo_do_mundo_sabor_e_historia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Somos fascinados por tradições, costumes, memórias. Somos, sobretudo, curiosos acerca dos lugares, das pessoas, das histórias. E um espaço que reúne todos estes elementos, e ainda acrescenta boa comida, é especialmente encantador. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/o_restaurante_mais_antigo_do_mundo_sabor_e_historia.html">Ler o artigo completo</a><br> frank gehry: quando a arquitetura corre riscosizabelalima2019-04-15T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/frank_gehry_quando_a_arquitetura_corre_riscos.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/frank_gehry_quando_a_arquitetura_corre_riscos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/frank_gehry_quando_a_arquitetura_corre_riscos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Para o arquiteto canadense Frank Gehry, radicado em Los Angeles, a geometria é instrumento de complicação. A sua capacidade de manipular as formas valeu-lhe o prêmio Pritzker, em 1989. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/frank_gehry_quando_a_arquitetura_corre_riscos.html">Ler o artigo completo</a><br> pedale no seu nomediana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2019-04-15T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/pedale_no_seu_nome.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/pedale_no_seu_nome.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/pedale_no_seu_nome.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Já imaginou ter a possibilidade de personalizar a sua bicicleta com o seu próprio nome? Por enquanto esta ideia ainda não passou do papel, mas o projecto “Write a Bike”, do designer suíço Juri Zaech, pretende transformá-la em realidade. O objectivo é que pedale em grande estilo, com o seu nome estampado na bicicleta. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/pedale_no_seu_nome.html">Ler o artigo completo</a><br> as casas rolantes de jagnefält miltontuane eggershttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/tuaneeggers/2019-04-15T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/as_casas_rolantes_de_jagnefalt_milton.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/as_casas_rolantes_de_jagnefalt_milton.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/as_casas_rolantes_de_jagnefalt_milton.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Que tal poder reorganizar a cidade de acordo com as necessidades? Foi essa a ideia da empresa sueca de arquitetura Jagnefält Milton, que criou o conceito de estruturas móveis em trilhos de trem, utilizando o território de uma antiga área industrial, na pequena cidade de Åndalsnes, na Noruega. Um hotel, um banheiro público e uma sala de concertos têm o potencial de transformar a cidade em uma cenografia em constante mutação. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/as_casas_rolantes_de_jagnefalt_milton.html">Ler o artigo completo</a><br> imperador franz joseph: o princípio do fim da velha europaLuís Pereirahttp://lounge.obviousmag.org/grecificar/autor/2019-04-14T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/imperador_franz_joseph_o_principio_do_fim_da_velha_europa.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/imperador_franz_joseph_o_principio_do_fim_da_velha_europa.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/imperador_franz_joseph_o_principio_do_fim_da_velha_europa.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Franz Joseph I, imperador da Áustria-Hungria, teve um reinado marcado pela longevidade, pelas crueldades sofridas e pela sua demonstração de força - que resultou numa das guerras com mais vítimas mortais na história da Humanidade. À época, era um dos eixos do equilíbrio europeu. Acabou por ser ultrapassado pelos acontecimentos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/imperador_franz_joseph_o_principio_do_fim_da_velha_europa.html">Ler o artigo completo</a><br> "diário de anne frank": as polémicas em torno de um clássicodiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2019-04-14T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/diario_de_anne_frank_as_polemicas_em_torno_de_um_classico.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/diario_de_anne_frank_as_polemicas_em_torno_de_um_classico.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/diario_de_anne_frank_as_polemicas_em_torno_de_um_classico.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quando regressou de Auschwitz, Otto Frank soube que fora o único sobrevivente da família e amigos com quem vivera escondido durante dois anos. Segundo o próprio, terá encontrado o diário da filha (na antiga casa) e decidiu publicá-lo pelo seu valor de documento histórico. Mas há quem defenda que o livro que ocupa lugar na estante de quase todos nós pode não ter sido escrito pela mão de Anne Frank. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/diario_de_anne_frank_as_polemicas_em_torno_de_um_classico.html">Ler o artigo completo</a><br> mulheres e sapatos: uma história de amorpetit gabihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/gabrielasilva2019-04-14T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/09/mulheres_e_sapatos_uma_historia_de_amor.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/09/mulheres_e_sapatos_uma_historia_de_amor.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/09/mulheres_e_sapatos_uma_historia_de_amor.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Não é de hoje que as mulheres têm fascínio por belos pares de sapatos. É um relacionamento que, para algumas, extrapola os limites do bom-senso. Afinal, quem não tem uma amiga ou amiga de uma amiga que alega ter mais de 100 pares de sapatos no closet? <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/09/mulheres_e_sapatos_uma_historia_de_amor.html">Ler o artigo completo</a><br> kobi levi: quando os sapatos se tornam esculturasJéssica Parizottohttp://lounge.obviousmag.org/proparoxitonas/autor/2019-04-14T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/kobi_levi_quando_os_sapatos_se_tornam_esculturas.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/kobi_levi_quando_os_sapatos_se_tornam_esculturas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/kobi_levi_quando_os_sapatos_se_tornam_esculturas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Se você fica impressionado quando vê Lady Gaga e outras divas ousando desfilar sapatos pouco comuns por aí, é por que ainda não conhece o trabalho do designer Kobi Levi. Depois de ver as verdadeiras obras de arte deste israelense, até começamos a achar Lady Gaga antiquada. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/kobi_levi_quando_os_sapatos_se_tornam_esculturas.html">Ler o artigo completo</a><br> o universo fantástico de lissy ellemarisa antuneshttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/marisaantunes2019-04-14T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/09/o_universo_fantastico_de_lissy_elle_1.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/09/o_universo_fantastico_de_lissy_elle_1.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/09/o_universo_fantastico_de_lissy_elle_1.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Vive numa pequena cidade, no Canadá, entre um campo de milho e uma floresta e, muitas vezes, é neste cenário que cria o seu mundo de fantasia. O seu trabalho tem as cores do universo fantástico dos contos de fadas; os cheiros da infância e o sabor agridoce dos sonhos. Lissy Laricchia - ou Lissy Elle – não só concebe estes mundos, como também é a personagem principal das histórias que inventa, desafiando as leis da gravidade e utilizando os objectos de formas pouco convencionais, em histórias sem legendas ou pontos finais. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/09/o_universo_fantastico_de_lissy_elle_1.html">Ler o artigo completo</a><br> judy garland: além do arco-íris Victor Diramihttp://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/autor/2019-04-13T01:32:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2012/06/judy-garland-alem-do-arco-iris.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2012/06/judy-garland-alem-do-arco-iris.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2012/06/judy-garland-alem-do-arco-iris.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ela marcou gerações de crianças, jovens e adultos durante décadas. Tornou-se uma das estrelas mais populares da história do cinema, e de quebra, uma das melhores cantoras da música norte-americana. Conheça agora a fabulosa vida de Judy Garland. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2012/06/judy-garland-alem-do-arco-iris.html">Ler o artigo completo</a><br> a dúvida de cézanneRosita Rosehttp://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/autor/2019-04-13T01:31:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2012/06/a-duvida-de-cezanne.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2012/06/a-duvida-de-cezanne.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2012/06/a-duvida-de-cezanne.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Breve comentário sobre o ensaio estético de Maurice Merleau-Ponty (1908-1961), que trata da percepção nas obras do pintor Paul Cézanne (1839-1906). Em "A dúvida de Cézanne", Ponty debruça-se sobre a pintura de Paul Cézanne e, a partir dela, apresenta reflexões sobre a questão da visão e do visível, ou seja, da aparência e do ser. E, por meio de seus esquemas conceituais, apresenta um discurso contributivo para o aprofundamento reflexivo sobre a arte, e, sobretudo, para uma melhor compreensão da Fenomenologia da percepção. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2012/06/a-duvida-de-cezanne.html">Ler o artigo completo</a><br> johnny depp & tim burton: a dupla e os filmesdiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2019-04-13T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/johnny_depp_tim_burton_a_dupla_e_os_filmes.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/johnny_depp_tim_burton_a_dupla_e_os_filmes.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/johnny_depp_tim_burton_a_dupla_e_os_filmes.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Um é realizador. O outro é actor. Juntos formam a dupla mais extravagante e fantasiosa da sétima arte. Após a primeira colaboração juntos em 1990 no filme “Eduardo, mãos de tesoura”, nunca mais pararam. Desde comédia negra, passando pelo terror e acabando na animação, Tim Burton foi transformando Johnny Depp nas mais loucas personagens. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/johnny_depp_tim_burton_a_dupla_e_os_filmes.html">Ler o artigo completo</a><br> mariano taccola: o homem que inspirou leonardo da vincitiago vargashttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/tiagovargas/2019-04-13T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/mariano_taccola_o_homem_que_inspirou_leonardo_da_vinci.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/mariano_taccola_o_homem_que_inspirou_leonardo_da_vinci.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/mariano_taccola_o_homem_que_inspirou_leonardo_da_vinci.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Através das realizações renascentistas, muitos nomes se escreveram na história e são conhecidos mundialmente como símbolos de genialidade. Taccola não foi um destes. Mas é possível que tenha inspirado o mais conhecido de todos os criadores do Renascimento. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/mariano_taccola_o_homem_que_inspirou_leonardo_da_vinci.html">Ler o artigo completo</a><br> explorar os limites: as "combinações" de robert rauschenbergLuís Pereirahttp://lounge.obviousmag.org/grecificar/autor/2019-04-13T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/explorar_os_limites_as_combinacoes_de_robert_rauschenberg.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/explorar_os_limites_as_combinacoes_de_robert_rauschenberg.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/explorar_os_limites_as_combinacoes_de_robert_rauschenberg.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A obra invulgar de Rauschenberg criou novos rumos na percepção da arte e da vida. O seu percurso singular combinou aspectos pouco relacionáveis, à partida, mas que resultaram numa “criação humana” sem paralelo. As suas “combines paintings” ligaram materiais, suportes e tipos de arte. E foi no limite das diferenças que atingiu a novidade. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/explorar_os_limites_as_combinacoes_de_robert_rauschenberg.html">Ler o artigo completo</a><br> masdar city, a extravagante cidade "verde" do futuroMarisahttp://lounge.obviousmag.org/dorothy_has_black_shoes/autor/2019-04-12T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/05/masdar_city_a_extravagante_cidade_verde_do_futuro.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/05/masdar_city_a_extravagante_cidade_verde_do_futuro.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/05/masdar_city_a_extravagante_cidade_verde_do_futuro.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Será possível criar, até 2025, uma cidade do futuro que seja inteiramente sustentável e alimentada a energias renováveis produzidas localmente? Os promotores do projecto Masdar City, em Abu Dhabi, parecem acreditar que sim. Depois de o Dubai ter apresentado o primeiro hotel de sete estrelas do mundo e ilhas artificiais em forma de palmeira, o melhor talvez seja levar bem a sério esta nova ambição dos Emirados Árabes Unidos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/05/masdar_city_a_extravagante_cidade_verde_do_futuro.html">Ler o artigo completo</a><br> sobre o amorLarissa Caramelhttp://lounge.obviousmag.org/insolito/autor/2019-04-12T01:31:00-07:00http://lounge.obviousmag.org/insolito/2012/06/sobre-o-amor.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/insolito/2012/06/sobre-o-amor.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/insolito/2012/06/sobre-o-amor.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Porque relacionamentos honestos são raros, mas não estão extintos. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/insolito/2012/06/sobre-o-amor.html">Ler o artigo completo</a><br> um copo de cólera: um conflito sexualEderval Fernandeshttp://lounge.obviousmag.org/a_estetica_da_sinceridade/autor/2019-04-12T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/09/um_copo_de_colera_um_conflito_sexual.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/09/um_copo_de_colera_um_conflito_sexual.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/09/um_copo_de_colera_um_conflito_sexual.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Se o estilo é, como dizem, a impressão digital do escritor, tê-lo, no entanto, não é assim tão natural e displicente como esses riscos que todos nós possuímos na ponta dos dedos. O estilo é um monumento que se vai construindo aos poucos, sob o peso dos anos, a cada assassinato simbólico dos escritores prediletos e exorcismo das obras mais influentes. É assim que costuma ser. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/09/um_copo_de_colera_um_conflito_sexual.html">Ler o artigo completo</a><br> mind your step: cuidado para não cairdiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2019-04-12T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/mind_your_step_cuidado_para_nao_cair.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/mind_your_step_cuidado_para_nao_cair.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/mind_your_step_cuidado_para_nao_cair.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A capital sueca foi palco da mais recente animação de rua. Erik Johansson, trouxe as ilusões de óptica dos seus trabalhos fotográficos para o passeio de Estocolmo. O artista criou um autêntico precipício, dando ideia de que quem não mede bem os seus passos pode cair no abismo. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/mind_your_step_cuidado_para_nao_cair.html">Ler o artigo completo</a><br> biografias no cinema: a vida no grande ecrãdiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2019-04-12T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/08/biografias_no_cinema_a_vida_no_grande_ecra.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/biografias_no_cinema_a_vida_no_grande_ecra.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/08/biografias_no_cinema_a_vida_no_grande_ecra.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Truman Capote, Edith Piaf e Frida Kahlo são apenas três nomes de personalidades marcantes que passaram recentemente pelas salas de cinema. A última década está recheada de grandes biografias e grandes interpretações, permitindo-nos conhecer mais de perto detalhes e segredos da vida destas figuras. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/08/biografias_no_cinema_a_vida_no_grande_ecra.html">Ler o artigo completo</a><br> hypatia: uma cientista num mundo de homensJoão Pedro Lobatohttp://lounge.obviousmag.org/earth_even_the_word_sounded_strange_to_me/autor/2019-04-11T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/05/hypatia_uma_cientista_num_mundo_de_homens.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/05/hypatia_uma_cientista_num_mundo_de_homens.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/05/hypatia_uma_cientista_num_mundo_de_homens.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma mulher sobredotada numa época em que os homens, em nome do fanatismo religioso, estavam mais preocupados em esfaquear e apedrejar até à morte os descrentes e em sujeitar as mulheres à total submissão, é algo que tem os seus dissabores e perigos mortais. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/05/hypatia_uma_cientista_num_mundo_de_homens.html">Ler o artigo completo</a><br> através do perdão, transforme a sua dor em algo benéfico para você e para a sociedadeSoraya Rodrigues de Aragãohttp://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/autor/2019-04-11T01:31:00-07:00http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2019/04/atraves-do-perdao-transforme-a-sua-dor-em-algo-benefico-para-voce-e-para-a-sociedade.html <a href="http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2019/04/atraves-do-perdao-transforme-a-sua-dor-em-algo-benefico-para-voce-e-para-a-sociedade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2019/04/atraves-do-perdao-transforme-a-sua-dor-em-algo-benefico-para-voce-e-para-a-sociedade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Perdoar não é esquecer ou ser obrigado a ter amizade com a pessoa que te prejudicou ou te feriu, mas sim uma decisão consciente de libertar-se de um peso que você não tem obrigação de carregar e a você foi destinado sem sua permissão. <br><br><a href="http://obviousmag.org/transmutacao_psicologica_do_ser_e_alquimia_da_vida/2019/04/atraves-do-perdao-transforme-a-sua-dor-em-algo-benefico-para-voce-e-para-a-sociedade.html">Ler o artigo completo</a><br> joão bosco e o álbum cabeça de negoGeraldo Costahttp://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/autor/2019-04-11T01:22:00-07:00http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/-joao-bosco-e-o-album-cabeca-de-nego.html <a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/-joao-bosco-e-o-album-cabeca-de-nego.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/-joao-bosco-e-o-album-cabeca-de-nego.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Cabeça de Nego é um álbum de estúdio de João Bosco de Freitas Mucci lançado em 1986 , mais conhecido como João Bosco, cantor, violonista e compositor brasileiro. <br><br><a href="http://obviousmag.org/viver_a_deriva_e_sentir_que_tudo_esta_bem/2019/-joao-bosco-e-o-album-cabeca-de-nego.html">Ler o artigo completo</a><br> clássico do rock progressivo norueguêsRoberto Bíscarohttp://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/autor/2019-04-11T01:21:00-07:00http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/classico-do-rock-progressivo-noruegues.html <a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/classico-do-rock-progressivo-noruegues.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/classico-do-rock-progressivo-noruegues.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O quarto álbum do Wobbler merece estar no panteão dos grandes trabalhos prog. <br><br><a href="http://obviousmag.org/blog_do_albino_incoerente/2019/classico-do-rock-progressivo-noruegues.html">Ler o artigo completo</a><br> watteau, o pintor das festas galantescarolina carminihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/carolinalucio/2019-04-11T01:20:00-07:00http://obviousmag.org/archives/2011/05/watteau_o_pintor_das_cenas_galantes.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/05/watteau_o_pintor_das_cenas_galantes.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/05/watteau_o_pintor_das_cenas_galantes.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Antoine Watteau é um símbolo do rococó francês - com seus quadros de cenas idílicas, ricas em detalhes e atmosfera de cores claras. As obras do artista sugerem a ideia de felicidade, mas há muito mais para além dessa superfície. Cada imagem revela um Watteau que, além de dominar a técnica, possui uma fina crítica sobre a sociedade e sobre a própria humanidade. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/05/watteau_o_pintor_das_cenas_galantes.html">Ler o artigo completo</a><br> melhor lidar com pessoas ácidas e honestas do que com pessoas doces e hipócritasProf. Marcel Camargohttps://www.profmarcelcamargo.com/2019-04-10T01:32:00-07:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/melhor-lidar-com-pessoas-acidas-e-honestas-do-que-com-pessoas-doces-e-hipocritas.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/melhor-lidar-com-pessoas-acidas-e-honestas-do-que-com-pessoas-doces-e-hipocritas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/melhor-lidar-com-pessoas-acidas-e-honestas-do-que-com-pessoas-doces-e-hipocritas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Pode demorar para conhecermos realmente a índole de alguém, pode levar muito tempo, porém, nunca será tarde demais para que consigamos nos proteger. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2019/melhor-lidar-com-pessoas-acidas-e-honestas-do-que-com-pessoas-doces-e-hipocritas.html">Ler o artigo completo</a><br>