obviousUm olhar mais demorado...2020-01-22T08:32:00+00:00Movable Type 4.34-entag:obviousmag.org,2011://2desabafo não é sinal verde para invasõesEster Chaveshttp://obviousmag.org/ceu_nos_olhos, fuligens_das_nuvens/autor/2020-01-22T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/ceu_nos_olhos_fuligens_das_nuvens/2020/desabafo-nao-e-sinal-verde-para-invasoes.html <a href="http://obviousmag.org/ceu_nos_olhos_fuligens_das_nuvens/2020/desabafo-nao-e-sinal-verde-para-invasoes.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ceu_nos_olhos_fuligens_das_nuvens/2020/desabafo-nao-e-sinal-verde-para-invasoes.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> "A decisão de comunicar um incômodo a alguém não é sinal verde para invasões. A cautela deve impedir que falemos mais do que o necessário. O desabafo, a fúria instantânea de contar quase nunca prevê os riscos. A euforia não apaziguará o arrependimento posterior, caso surja alguma fofoca. Portanto, antes de qualquer atitude, é preciso respeitar o tempo de cada coisa. As dores vêm e vão, moldam o que somos e nos preparam para desafios que dependerão da nossa discrição em relação a determinados assuntos". <br><br><a href="http://obviousmag.org/ceu_nos_olhos_fuligens_das_nuvens/2020/desabafo-nao-e-sinal-verde-para-invasoes.html">Ler o artigo completo</a><br> welcome to hellProfeta do Arautohttp://obviousmag.org/ministerio_das_letras/autor/2020-01-22T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2020/01/welcome-to-hell-1.html <a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2020/01/welcome-to-hell-1.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2020/01/welcome-to-hell-1.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> "Frases lidas, mas não vistas". Deve ter sido com esse pensar que José Saramago escreveu o livro: "Ensaio à Cegueira"; sobretudo, porque a história do Planeta, dos Países, das Sociedades, das Famílias, das Religiões, do Futebol, das Guerras e outras tantas, é contada em frases lidas, porém, diante da cegueira global atual, não vistas. É tanto título de nobreza e informação, que o (in)formado esquece o que leu na hora anterior. <br><br><a href="http://obviousmag.org/ministerio_das_letras/2020/01/welcome-to-hell-1.html">Ler o artigo completo</a><br> aquilo que não me mata, só me fortalece José Silveirahttp://obviousmag.org/ousa_saber/autor/2020-01-22T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/aquilo-que-nao-me-mata-so-me-fortalece.html <a href="http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/aquilo-que-nao-me-mata-so-me-fortalece.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/aquilo-que-nao-me-mata-so-me-fortalece.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Eventos devastadores podem ser um gatilho para problemas como depressão e ansiedade. Pesquisadores estimam que 75% das pessoas vivenciam alguma forma de trauma ao longo da vida, como a perda e o sofrimento de um ente querido, de um animal amado, o diagnóstico de uma doença grave, a dor de um divórcio ou separação, um acidente, uma traição, vivenciar uma injustiça e uma ingratidão... A “nova linha” da psicologia, o chamado "crescimento pós-traumático", reconhece que há o outro lado. A dor também pode representar novas e boas perspectivas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/aquilo-que-nao-me-mata-so-me-fortalece.html">Ler o artigo completo</a><br> a memória dos olhosJocê Rodrigueshttp://lounge.obviousmag.org/decantacoes/autor/2020-01-22T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/decantacoes/2020/01/a-memoria-dos-olhos.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/decantacoes/2020/01/a-memoria-dos-olhos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/decantacoes/2020/01/a-memoria-dos-olhos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Vultos do Passado na Arte Presente de Estela Sandrini (parte 1) <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/decantacoes/2020/01/a-memoria-dos-olhos.html">Ler o artigo completo</a><br> distopia Francisco Fernandes Ladeirahttp://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/autor/2020-01-22T00:20:00-08:00http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2020/distopia.html <a href="http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2020/distopia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2020/distopia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Peçamos licença a Thomas More e imaginemos uma organização social que caminhe no sentido oposto ao de sua utopia; ou seja, a “distopia”. <br><br><a href="http://obviousmag.org/observando_o_cotidiano/2020/distopia.html">Ler o artigo completo</a><br> as almas esquecidas de descartes gadelhaEli Boscattohttp://lounge.obviousmag.org/por_tras_do_espelho/autor/2020-01-21T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/por_tras_do_espelho/2013/01/as-almas-esquecidas-de-descartes-gadelha.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/por_tras_do_espelho/2013/01/as-almas-esquecidas-de-descartes-gadelha.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/por_tras_do_espelho/2013/01/as-almas-esquecidas-de-descartes-gadelha.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O povo do sertão nordestino nas pinturas de Descartes Gadelha, um povo de uma região por muito tempo castigada e abandonada, onde ele consegue captar a fé e a desesperança, como nas telas pintadas no lixão do Jangurussu na década de 80 e a tragédia na Guerra de Canudos. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/por_tras_do_espelho/2013/01/as-almas-esquecidas-de-descartes-gadelha.html">Ler o artigo completo</a><br> quem é nadia wicker?Inês Petizhttp://lounge.obviousmag.org/the_best_way_to_make_your_dreams_come_true/autor/2020-01-21T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/the_best_way_to_make_your_dreams_come_true/2013/01/quem-e-nadia-wicker.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/the_best_way_to_make_your_dreams_come_true/2013/01/quem-e-nadia-wicker.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/the_best_way_to_make_your_dreams_come_true/2013/01/quem-e-nadia-wicker.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Essa é a resposta que a própria fotógrafa procura auto-retrato, atrás de auto-retrato, num trabalho incessante de descoberta e redescoberta de si mesma. Uma personalidade mais cândida e suave, um lado mais negro, etérea ou totalmente concreta. Quem é Nadia Wicker? Vejam o seu trabalho e concluam vocês mesmos. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/the_best_way_to_make_your_dreams_come_true/2013/01/quem-e-nadia-wicker.html">Ler o artigo completo</a><br> a arquitetura atemporal de frank lloyd wrightCamila Lobohttp://lounge.obviousmag.org/ja_isso_eu_nao_sabia/autor/2020-01-20T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/ja_isso_eu_nao_sabia/2013/01/a-arquitetura-atemporal-de-frank-lloyd-wright-1.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/ja_isso_eu_nao_sabia/2013/01/a-arquitetura-atemporal-de-frank-lloyd-wright-1.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/ja_isso_eu_nao_sabia/2013/01/a-arquitetura-atemporal-de-frank-lloyd-wright-1.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Como a obra do “maior arquiteto americano de todos os tempos” resiste à passagem do tempo e é capaz de manter-se atual e inspiradora em um contexto de arquitetura sustentável. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/ja_isso_eu_nao_sabia/2013/01/a-arquitetura-atemporal-de-frank-lloyd-wright-1.html">Ler o artigo completo</a><br> para sempre romy schneider Victor Diramihttp://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/autor/2020-01-20T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2013/01/para-sempre-romy-schneider.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2013/01/para-sempre-romy-schneider.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2013/01/para-sempre-romy-schneider.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ela foi considerada uma das mulheres mais belas do mundo, e teve uma vida repleta de sucessos e desilusões. Apesar de todas as intempéries, tornou-se uma das principais atrizes do cinema europeu. Conheça agora a inesquecível trajetória de Romy Schneider. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/2013/01/para-sempre-romy-schneider.html">Ler o artigo completo</a><br> o jardim do bom reiLeandro Andradehttp://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/autor/2020-01-20T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2014/06/o-jardim-do-bom-rei.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2014/06/o-jardim-do-bom-rei.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2014/06/o-jardim-do-bom-rei.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Era uma vez, como costuma ser, e em longínquo tempo e incerto lugar, viveu um certo rei que obrava para ser um bom Rei. Em sua destemida desastrada desatinada vida, em seu triste tolo teimoso reinado, plantou, regou e colheu parábolas, flores que, como se sabe, dependem de considerável cuidado, desejante amor, e certa dose de calma e caos. De sua longa errante e fabulosa história, o que restou e o tudo quase nada que se conhece hoje é este pequeno parabólico jardim. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/literarquiteturas/2014/06/o-jardim-do-bom-rei.html">Ler o artigo completo</a><br> rumo ao hexa? os brasileiros ainda buscam o seu primeiro títuloGuilherme Moreira Jr.http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/autor/2020-01-20T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2014/06/rumo-ao-hexa-os-brasileiros-ainda-buscam-o-seu-primeiro-titulo.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2014/06/rumo-ao-hexa-os-brasileiros-ainda-buscam-o-seu-primeiro-titulo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2014/06/rumo-ao-hexa-os-brasileiros-ainda-buscam-o-seu-primeiro-titulo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Cadê as bandeirinhas para o povo aplaudir? No país do futebol a Copa do Mundo apresenta os seus contrastes: obras atrasadas, sistema de transporte em constante greve e educação sem livros para educar. Mas e o futebol? Será que nem mesmo isto pode fazer o brasileiro sorrir por dias melhores? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2014/06/rumo-ao-hexa-os-brasileiros-ainda-buscam-o-seu-primeiro-titulo.html">Ler o artigo completo</a><br> os artistas são uns voyeurs! Armanda Andradehttp://lounge.obviousmag.org/o_canto_de_pandora/autor/2020-01-20T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/o_canto_de_pandora/2014/06/os-artistas-sao-uns-voyeurs.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/o_canto_de_pandora/2014/06/os-artistas-sao-uns-voyeurs.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/o_canto_de_pandora/2014/06/os-artistas-sao-uns-voyeurs.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Arne Svenson, Edward Hopper, street photography/art, o que há em comum entre um pintor e um fotógrafo, quando ambos retratam o quotidiano das pessoas em momentos "roubados"? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/o_canto_de_pandora/2014/06/os-artistas-sao-uns-voyeurs.html">Ler o artigo completo</a><br> conspiração nasa - houston, será que teremos problemas?luhana pireshttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/luhanapires/2020-01-19T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2013/01/conspiracao_nasa_-_houston_sera_que_teremos_problemas.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2013/01/conspiracao_nasa_-_houston_sera_que_teremos_problemas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2013/01/conspiracao_nasa_-_houston_sera_que_teremos_problemas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Alguns cientistas da NASA e ex-astronautas concordam em afirmar que o nosso passado está repleto de episódios em que o “contacto” com vida extraterrestre ocorreu de fato. E há arquivos secretos e oficiais que poderiam comprovar que não estamos sozinhos no espaço. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2013/01/conspiracao_nasa_-_houston_sera_que_teremos_problemas.html">Ler o artigo completo</a><br> girls com história: fotografia de rafael martinezgraça c. monizhttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/gracamoniz/2020-01-19T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2013/01/girls_com_historia_fotografia_de_rafael_martinez.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2013/01/girls_com_historia_fotografia_de_rafael_martinez.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2013/01/girls_com_historia_fotografia_de_rafael_martinez.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> "A inspiração vai e vem, mas é sempre possível encontrá-la em quase todos os lugares: num velho muro, quando ouvimos histórias antigas, em árvores, nos filmes, nos transportes públicos" disse, recentemente, este fotógrafo mexicano numa entrevista à revista C-heads. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2013/01/girls_com_historia_fotografia_de_rafael_martinez.html">Ler o artigo completo</a><br> surdo-cego assiste aos jogos da copa - uma possibilidade de adaptaçãoMargarete Morrissey2020-01-19T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2014/06/surdocego-assistindo-aos-jogos-da-copa---uma-possibilidade-de-adaptacao.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2014/06/surdocego-assistindo-aos-jogos-da-copa---uma-possibilidade-de-adaptacao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2014/06/surdocego-assistindo-aos-jogos-da-copa---uma-possibilidade-de-adaptacao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Intérprete de LIBRAS ajuda amigo cego e surdo a acompanhar a abertura da Copa e o jogo do Brasil de uma forma bem diferente. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2014/06/surdocego-assistindo-aos-jogos-da-copa---uma-possibilidade-de-adaptacao.html">Ler o artigo completo</a><br> o curioso caso do comportamento humanoluhana pireshttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/luhanapires/2020-01-19T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2014/06/o_curioso_caso_do_comportamento_humano.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/06/o_curioso_caso_do_comportamento_humano.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/06/o_curioso_caso_do_comportamento_humano.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Seja qual for o abismo a que as preocupações fundamentais possam conduzir os homens, (...) o homem, como criatura psicossocial, defrontar-se-á, no final de sua vida, com uma nova edição da crise de identidade que poderíamos formular nas seguintes palavras: eu sou o que sobrevive de mim. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/06/o_curioso_caso_do_comportamento_humano.html">Ler o artigo completo</a><br> seleção brasileira 2014: uma análise político-esportivaEduardo Ferreira Mourahttp://lounge.obviousmag.org/life_on_marx/autor/2020-01-19T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/life_on_marx/2014/06/selecao-brasileira-2014-uma-analise-politico-esportiva.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/life_on_marx/2014/06/selecao-brasileira-2014-uma-analise-politico-esportiva.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/life_on_marx/2014/06/selecao-brasileira-2014-uma-analise-politico-esportiva.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Porque inimigo? Que é que os chilenos nos fizeram? Produzem um vinho muito melhor que o nosso. Isso é pecado? Vamos vaiá-los por isso? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/life_on_marx/2014/06/selecao-brasileira-2014-uma-analise-politico-esportiva.html">Ler o artigo completo</a><br> hermann hesse: a busca pelo autoconhecimento diante das restrições sociaisLeonardo Bardenhttp://lounge.obviousmag.org/raciocinio_paralelo/autor/2020-01-17T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/raciocinio_paralelo/2013/11/hermann-hesse-a-busca-pelo-autoconhecimento-diante-as-restricoes-sociais.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/raciocinio_paralelo/2013/11/hermann-hesse-a-busca-pelo-autoconhecimento-diante-as-restricoes-sociais.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/raciocinio_paralelo/2013/11/hermann-hesse-a-busca-pelo-autoconhecimento-diante-as-restricoes-sociais.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Sobreviver a uma existência mecânica e despersonalizada sem aprofundar-se nos precipícios das inexploradas percepções mentais, parece soar como uma derrota ante as perspectivas da vida. Foi assim, atraído pelos mistérios do descobrimento da real situação humana, que Hermann Hesse construiu suas pontes conectivas. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/raciocinio_paralelo/2013/11/hermann-hesse-a-busca-pelo-autoconhecimento-diante-as-restricoes-sociais.html">Ler o artigo completo</a><br> o aprendizado do sexo em paixão selvagemCristiano Contreirashttp://lounge.obviousmag.org/apimentario/autor/2020-01-17T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/apimentario/2013/11/o-aprendizado-do-sexo-em-paixao-selvagem.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/apimentario/2013/11/o-aprendizado-do-sexo-em-paixao-selvagem.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/apimentario/2013/11/o-aprendizado-do-sexo-em-paixao-selvagem.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Filme polêmico e ousado de Serge Gainsbourg cria tensão sexual através de uma relação erótica entre a então sua esposa e cantora, Jane Birkin, com o ícone fetichista da subcultura gay, Joe Dallessndro. "Paixão Selvagem" ainda é uma abordagem crua e instigante sobre a força de um relacionamento firmado em sensos mais carnais. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/apimentario/2013/11/o-aprendizado-do-sexo-em-paixao-selvagem.html">Ler o artigo completo</a><br> sobre leões, cordeiros, campos, batalhas, ciência, política, jornalismo e vocaçõesJuliana Rosashttp://lounge.obviousmag.org/as_rosas_falam/autor/2020-01-17T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/as_rosas_falam/2013/11/sobre-leoes-cordeiros-campos-batalhas-ciencia-politica-jornalismo-e-vocacoes.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/as_rosas_falam/2013/11/sobre-leoes-cordeiros-campos-batalhas-ciencia-politica-jornalismo-e-vocacoes.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/as_rosas_falam/2013/11/sobre-leoes-cordeiros-campos-batalhas-ciencia-politica-jornalismo-e-vocacoes.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O enredo do filme “Leões e Cordeiros” e sua trama que inspira reflexões weberianas, políticas, bélicas e de diferentes campos. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/as_rosas_falam/2013/11/sobre-leoes-cordeiros-campos-batalhas-ciencia-politica-jornalismo-e-vocacoes.html">Ler o artigo completo</a><br> jackson c. frank: a vida pelos bluesLisa Ziguehttp://lounge.obviousmag.org/serendipidade/autor/2020-01-17T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/serendipidade/2013/11/-aos-6-anos-jackson.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/serendipidade/2013/11/-aos-6-anos-jackson.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/serendipidade/2013/11/-aos-6-anos-jackson.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O músico Jackson C. Franck nasceu em Buffalo, Nova Iorque (1943). Quase perdeu a vida muito novo, num acidente brutal que o viria a colocar no seu caminho. O caminho de um músico talentoso e tímido, que tocava a alma de quem se cruzava com ele. A sua vida sofrida traduziu-se num único álbum, que serviu de inspiração para muitos outros músicos, que se seguiram. Nick Drake é um deles. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/serendipidade/2013/11/-aos-6-anos-jackson.html">Ler o artigo completo</a><br> eu sei que vou te amar - o dia que jabor acertouAngel Glóriahttp://lounge.obviousmag.org/questionarse/autor/angel2020-01-17T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/questionarse/2013/11/eu-sei-que-vou-te-amar---o-dia-que-jabor-acertou.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/questionarse/2013/11/eu-sei-que-vou-te-amar---o-dia-que-jabor-acertou.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/questionarse/2013/11/eu-sei-que-vou-te-amar---o-dia-que-jabor-acertou.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Um casal se reencontra três meses depois do término. O que sentir? Ódio, Rancor? Sobre o que falar? Insistir em atribuir a culpa a alguém ou talvez tentar uma reconciliação? A história poética do típico casal que só percebe a necessidade que tinha do outro após o termino de seu relacionamento, que fez mudar meus olhos quanto á visão de Arnaldo Jabor. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/questionarse/2013/11/eu-sei-que-vou-te-amar---o-dia-que-jabor-acertou.html">Ler o artigo completo</a><br> o natal de charlie brownvitor martinshttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/vitormartins/2020-01-16T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/12/o_natal_de_charlie_brown.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/12/o_natal_de_charlie_brown.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/12/o_natal_de_charlie_brown.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A tristeza do personagem das tirinhas Peanuts é ainda mais visível durante o Natal. Charlie Brown se sente ainda mais triste durante essa época do ano - ele realmente não entende a importância que as pessoas dão a presentes superficiais. Toda a sutileza do humor de Charles Schulz está presente no curta animado "O Natal de Charlie Brown". <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/12/o_natal_de_charlie_brown.html">Ler o artigo completo</a><br> peter lippmann: um pé na publicidade, outro na arte clássicaliss en dehorshttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/elisangelasilva2020-01-16T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/10/peter_lippmann_um_pe_na_publicidade_outro_na_arte_classica.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/peter_lippmann_um_pe_na_publicidade_outro_na_arte_classica.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/10/peter_lippmann_um_pe_na_publicidade_outro_na_arte_classica.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Peter Lippmann é o fotógrafo de campanhas de sucesso para Louboutin, Cartier, Guerlain, Chianti, Le Figaro. Atua para publicações como NY Times, Vogue, Marie Claire, entre outras. Com esse breve curriculo de ouro vale a pena conhecer um pouco de suas composições e o seu lugar na fotografia comtemporânea. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/peter_lippmann_um_pe_na_publicidade_outro_na_arte_classica.html">Ler o artigo completo</a><br> o sexo em 69Marisahttp://lounge.obviousmag.org/dorothy_has_black_shoes/autor/2020-01-16T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/11/o_sexo_em_69.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/o_sexo_em_69.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/11/o_sexo_em_69.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> «Os anos 60 terminaram, a droga nunca voltará a ser tão barata, o sexo nunca voltará a ser tão livre e o Rock&Roll nunca voltará a ser tão grandioso». As palavras são de Abbie Hoffman, activista hippie norte-americano, e reflectem a década do amor livre e das flores nos cabelos. Passaram-se mais de 40 anos e já ninguém se sente tão livre como aqueles jovens que dançaram sem roupas aos sons de Woodstock. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/o_sexo_em_69.html">Ler o artigo completo</a><br> metro: a arte de passagemliss en dehorshttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/elisangelasilva2020-01-16T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/10/metro_a_arte_de_passagem.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/metro_a_arte_de_passagem.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/10/metro_a_arte_de_passagem.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Galerias de arte espalhadas pelas cidades, cores que mudam cenários do cotidiano e com as mais variadas propostas e vertentes culturais. Grandes metrópoles mostram o poder da arte na rua. Conheça algumas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/metro_a_arte_de_passagem.html">Ler o artigo completo</a><br> "três cenas clássicas de terror" ou "por que esses filmes de terror viraram clássicos?"Igor Assafhttp://lounge.obviousmag.org/sociocratico/autor/2020-01-16T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/sociocratico/2013/11/tres-cenas-classicas-ou-porque-esses-filmes-de-terror-viraram-classicos.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/sociocratico/2013/11/tres-cenas-classicas-ou-porque-esses-filmes-de-terror-viraram-classicos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/sociocratico/2013/11/tres-cenas-classicas-ou-porque-esses-filmes-de-terror-viraram-classicos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Há cenas do cinema que se tornaram clássicas. E poucas foram de filmes de terror. Neste artigo damos uma olhada em cenas de três filmes que foram considerados clássicos do cinema, não só de terror: "O Iluminado", "O Silêncio dos Inocentes" e "O Exorcista". <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/sociocratico/2013/11/tres-cenas-classicas-ou-porque-esses-filmes-de-terror-viraram-classicos.html">Ler o artigo completo</a><br> dante: uma topografia do infernoluhana pireshttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/luhanapires/2020-01-15T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2013/11/dante_uma_topografia_do_inferno.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2013/11/dante_uma_topografia_do_inferno.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2013/11/dante_uma_topografia_do_inferno.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Pode ser um lugar subterrâneo habitado pelas almas dos mortos; segundo alguns dogmas religiosos, o destino de suplícios, onde os condenados estão submetidos aos demônios. Uma morada de muitos demônios. Local de tormento e martírio atroz. Desordem ou confusão. Desassossego e inquietação: eis o inferno. Vejamos como o poeta Dante o mostrou ao mundo ocidental <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2013/11/dante_uma_topografia_do_inferno.html">Ler o artigo completo</a><br> francis por franciscarolina carminihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/carolinalucio/2020-01-15T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2013/11/francis_por_francis.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2013/11/francis_por_francis.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2013/11/francis_por_francis.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Entre os anos de 1991 e 1992, o fotógrafo Francis Giacobetti se encontrou diversas vezes com o artista plástico Francis Bacon. Da série de encontros nasceu um dos mais representativos retratos de um artista por outro artista. Sensível, poético, sincero, aberto, Giacobetti, mais do que fotografar, soube sentir Bacon, soube perder-se e soube encontrar-se. Cada foto traz um pouco de Giacobetti e um pouco de Bacon. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2013/11/francis_por_francis.html">Ler o artigo completo</a><br> a fantasia suave de christina songmariana carrillohttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/marianacarrillo/2020-01-15T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/11/ilustracoes_de_christina_song.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/ilustracoes_de_christina_song.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/11/ilustracoes_de_christina_song.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Colagens e desenhos de um pedacinho gostoso da natureza. De um mundo que ficou na infância e que Christina traz elegantemente ao universo dos adultos. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/ilustracoes_de_christina_song.html">Ler o artigo completo</a><br> turismo: 13 destinos surpreendentesrejane borges2020-01-15T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/11/turismo_13_destinos_surpreendentes.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/turismo_13_destinos_surpreendentes.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/11/turismo_13_destinos_surpreendentes.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Alguns destes lugares infrequentes podem ser estranhos demais para uns, empoeirados demais para outros. Mas o mundo oferece muito mais do que os Champs-Élysées. Talvez seja a hora de roteiros alternativos. Aqui ficam algumas propostas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/turismo_13_destinos_surpreendentes.html">Ler o artigo completo</a><br> os cenários excêntricos de sandy skoglundmariana carrillohttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/marianacarrillo/2020-01-15T00:20:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/10/os_cenarios_de_sandy_skoglund.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/os_cenarios_de_sandy_skoglund.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/10/os_cenarios_de_sandy_skoglund.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Cenários nada usuais compostos de forma ainda mais incomuns. Supercoloridos, cheio de formas, feitos até com comida. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/os_cenarios_de_sandy_skoglund.html">Ler o artigo completo</a><br> projeto fotográfico retrata quartos de mulheres de todo o mundodiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2020-01-14T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2013/11/gabriele-galimberti-fotografou-varios-quartos-de-mulheres-de-diferentes-continentes.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2013/11/gabriele-galimberti-fotografou-varios-quartos-de-mulheres-de-diferentes-continentes.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2013/11/gabriele-galimberti-fotografou-varios-quartos-de-mulheres-de-diferentes-continentes.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O projeto fotográfico de Galimberti mostra como a cultura de cada país influencia o nosso espaço mais pessoal. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2013/11/gabriele-galimberti-fotografou-varios-quartos-de-mulheres-de-diferentes-continentes.html">Ler o artigo completo</a><br> honoré daumier: um homem rindo do seu tempoMargarete MShttp://lounge.obviousmag.org/esconderijo/autor/2020-01-14T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2013/11/honore_daumier_um_homem_rindo_do_seu_tempo.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2013/11/honore_daumier_um_homem_rindo_do_seu_tempo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2013/11/honore_daumier_um_homem_rindo_do_seu_tempo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Pintor e escultor, Honoré Daumier ficou sobretudo conhecido por suas caricaturas. Nasceu na França em 1808 e começou a estudar arte aos 16 anos. Ajudava os pais trabalhando como entregador e nas horas vagas criava seus esboços. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2013/11/honore_daumier_um_homem_rindo_do_seu_tempo.html">Ler o artigo completo</a><br> revolução punk: para acabar de vez com a sociedadepetit gabihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/gabrielasilva2020-01-14T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/11/revolucao_punk_para_acabar_de_vez_com_a_sociedade.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/revolucao_punk_para_acabar_de_vez_com_a_sociedade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/11/revolucao_punk_para_acabar_de_vez_com_a_sociedade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Em meados dos anos 70, o mundo foi sacudido por ideologias revolucionárias, subversivas e sarcásticas. Uma convocação à busca pela liberdade, a desvalorização do tradicionalismo e da eterna busca sem sentido dos “porquês”. Foi posto em discussão o princípio da autonomia, a capacidade de fazer você mesmo aquilo de que necessita, sem controles e amarras, de forma alternativa e personalizada, “do it yourself”. Nascia o movimento punk. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/revolucao_punk_para_acabar_de_vez_com_a_sociedade.html">Ler o artigo completo</a><br> criaturas abissais: os monstros que vêm do fundo do marrejane borges2020-01-14T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/11/criaturas_abissais.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/criaturas_abissais.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/11/criaturas_abissais.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Esqueça o Lago Ness e seu monstro nas águas geladas da Escócia. Monstro por monstro, temo-los por toda a parte, e são reais. São criaturas que parecem concebidas por uma prodigiosa mente criativa para fins cinematográficos. Mas não. Elas vivem abaixo de nós, nas profundezas dos oceanos, na chamada zona abissal. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/criaturas_abissais.html">Ler o artigo completo</a><br> as mulheres de ikenaga yasunarihelenamaziviero2020-01-14T00:20:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/10/as_mulheres_de_ikenaga_yasunari.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/as_mulheres_de_ikenaga_yasunari.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/10/as_mulheres_de_ikenaga_yasunari.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Ikenaga Yasunari é um pintor japonês de 46 anos que utiliza telas de linho para realizar um trabalho fascinante. Ele consegue fazer a difícil junção entre tradição e modernidade através de pinturas envolventes que retratam toda a beleza e sensualidade femininas sem abandonar as milenares técnicas artísticas japonesas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/10/as_mulheres_de_ikenaga_yasunari.html">Ler o artigo completo</a><br> controle a sua fúria. se você guardar rancor contra os outros, eles terão controle sobre vocêJosé Silveirahttp://obviousmag.org/ousa_saber/autor/2020-01-13T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/controle-a-sua-furia-se-voce-guardar-rancor-contra-os-outros-eles-terao-controle-sobre-voce.html <a href="http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/controle-a-sua-furia-se-voce-guardar-rancor-contra-os-outros-eles-terao-controle-sobre-voce.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/controle-a-sua-furia-se-voce-guardar-rancor-contra-os-outros-eles-terao-controle-sobre-voce.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A maior vitória de nossa vida é vencer a si mesmo, conhecendo-se e escolhendo o próprio caminho. “Meu adversário sou sempre eu mesmo. Vencer a si. Vencer os ódios e as vinganças. Vencer o medo e a fúria. Essas são as verdadeiras vitórias”. Monja Coen <br><br><a href="http://obviousmag.org/ousa_saber/2020/controle-a-sua-furia-se-voce-guardar-rancor-contra-os-outros-eles-terao-controle-sobre-voce.html">Ler o artigo completo</a><br> as técnicas e truques de beleza dos anos 30 e 40Margarete Morrissey2020-01-13T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2013/11/as-tecnicas-e-truques-de-beleza-dos-anos-30-e-40.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2013/11/as-tecnicas-e-truques-de-beleza-dos-anos-30-e-40.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2013/11/as-tecnicas-e-truques-de-beleza-dos-anos-30-e-40.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Pense em um secador de cabelos, um modelador ou apenas em um creme facial. Provavelmente alguém inventou uma versão muito estranha de tudo isso no passado. Eram técnicas esquisitas na tentativa de melhorar a aparência. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2013/11/as-tecnicas-e-truques-de-beleza-dos-anos-30-e-40.html">Ler o artigo completo</a><br> sinan, o grande arquitecto do islãodiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2020-01-13T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/12/sinan_o_grande_arquitecto_do_islao.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/12/sinan_o_grande_arquitecto_do_islao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/12/sinan_o_grande_arquitecto_do_islao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Mimar Sinan, apelidado de “O Grande Mestre”, é um ícone da cultura turca e um dos maiores arquitectos da história islâmica. Durante o século XVI, foi responsável pela projecção de centenas de edifícios, sobretudo mesquitas. As suas obras, com esplêndidas cúpulas e esbeltos minaretes, definiram o estilo arquitectónico do Império Otomano e a própria imagem da fé muçulmana até aos dias de hoje. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/12/sinan_o_grande_arquitecto_do_islao.html">Ler o artigo completo</a><br> voynich: o manuscrito que não pode ser lidoeugênio mirahttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/josemira2020-01-13T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/11/voynich_o_manuscrito_que_nao_pode_ser_lido.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/voynich_o_manuscrito_que_nao_pode_ser_lido.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/11/voynich_o_manuscrito_que_nao_pode_ser_lido.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Vários são os códigos que têm intrigado os lingüistas e criptógrafos através dos tempos - como o Livro de Soyga, com passagens sobre magia e fenômenos paranormais, e o Codex Giga, um livro que apresenta textos bíblicos e pagãos juntamente com uma gigantesca imagem demoníaca na página central. Os mistérios guardados por esses livros, no entanto, não se aproximam do mistério que envolve o Manuscrito Voynich, ou “o livro que ninguém consegue ler”. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/voynich_o_manuscrito_que_nao_pode_ser_lido.html">Ler o artigo completo</a><br> disparity: quando o seu prato se torna paisagemrejane borges2020-01-13T00:20:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2011/11/disparity_quando_o_seu_prato_se_torna_paisagem.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/disparity_quando_o_seu_prato_se_torna_paisagem.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2011/11/disparity_quando_o_seu_prato_se_torna_paisagem.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A arte que brota da imaginação e do saudosismo do artista Christopher Boffoli, de Seattle, EUA, celebra sua fascinação pelas formas, tamanhos, cores e texturas ao nosso redor. Assim criou o universo lúdico “Disparity”. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2011/11/disparity_quando_o_seu_prato_se_torna_paisagem.html">Ler o artigo completo</a><br> relações em rede, exílio da almaMatheus Martinshttp://lounge.obviousmag.org/choque_sinaptico/autor/2020-01-12T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/choque_sinaptico/2014/10/relacoes-em-rede-exilio-da-alma.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/choque_sinaptico/2014/10/relacoes-em-rede-exilio-da-alma.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/choque_sinaptico/2014/10/relacoes-em-rede-exilio-da-alma.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A internet revolucionou o mundo e com ele o modo de fazermos tudo; as transações comerciais, o cinema, a musica e até mesmo amigos. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/choque_sinaptico/2014/10/relacoes-em-rede-exilio-da-alma.html">Ler o artigo completo</a><br> razão e beleza - nietzsche e a tragédia áticaGilberto Miranda Juniorhttp://lounge.obviousmag.org/outras_coisas_na_penumbra/autor/2020-01-12T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/outras_coisas_na_penumbra/2014/10/razao-e-beleza---nietzsche-e-a-tragedia-atica.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/outras_coisas_na_penumbra/2014/10/razao-e-beleza---nietzsche-e-a-tragedia-atica.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/outras_coisas_na_penumbra/2014/10/razao-e-beleza---nietzsche-e-a-tragedia-atica.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Está mais do que na hora de nivelarmos os estatutos de nossas características, valorizando-os onde eles possam ser aplicados fora de relações de domínio, mas na integração humana a objetivos comuns discutidos em consenso. Utópico? Decerto que sim, mas factível como busca, como tentativa, como práxis. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/outras_coisas_na_penumbra/2014/10/razao-e-beleza---nietzsche-e-a-tragedia-atica.html">Ler o artigo completo</a><br> saúde mental x medicalização: como estamos lidando com a pressão do mundo?Luana Pereshttp://lounge.obviousmag.org/monologos_dialogos_e_discussoes/autor/2020-01-12T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/monologos_dialogos_e_discussoes/2020/01/saude-mental-x-medicalizacao-como-estamos-lidando-com-a-pressao-do-mundo.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/monologos_dialogos_e_discussoes/2020/01/saude-mental-x-medicalizacao-como-estamos-lidando-com-a-pressao-do-mundo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/monologos_dialogos_e_discussoes/2020/01/saude-mental-x-medicalizacao-como-estamos-lidando-com-a-pressao-do-mundo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Na impotência do consultório e limitação sobre a promoção de saúde na vida do outro, o médico tende a prescrever a medicação. Ainda que o objetivo destes profissionais seja o de ajudar o paciente na sua queixa, não é bem o que ocorre, porém - e infelizmente - o sistema parece não nos dar opção. Nem o paciente, nem o médico parecem encontrar caminhos que se adequem à realidade de um modelo que nos obriga a produção em massa, em excesso, pelo menor tempo e com o custo mais baixo possível. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/monologos_dialogos_e_discussoes/2020/01/saude-mental-x-medicalizacao-como-estamos-lidando-com-a-pressao-do-mundo.html">Ler o artigo completo</a><br> vou te matar devagarYgor Santos Melohttp://lounge.obviousmag.org/isso_nao_e_um_blog/autor/2020-01-12T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/isso_nao_e_um_blog/2020/01/vou-te-matar-devagar.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/isso_nao_e_um_blog/2020/01/vou-te-matar-devagar.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/isso_nao_e_um_blog/2020/01/vou-te-matar-devagar.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma mãe com insônia. Um pai saindo para trabalhar. Um senhor que precisa pegar ônibus. Uma senhora que precisa ir ao médico. Um menino que sonha em ser advogado. Uma menina que sonha em ser engenheira. Dormir ao som da chuva, agasalhar-se no frio, assistir TV, comprar roupas, ir ao banheiro, tomar banho, beber água, andar, respirar. Situações comuns do dia-a-dia de todos os cidadãos e cidadãs do mundo, afinal são necessidades urbanas e humanas indissociáveis da persona do século XXI. Corriqueiras e quase sem distinção, seja lá onde for. Exceto lá. Lá, do outro lado da ponte, no espaço "outro". Lá onde o pesadelo reside fora da estatística. Lá onde não se pode sonhar. Lá onde qualquer coisinha, inha, dói um pouco. Lá onde as pessoas morrem cruelmente e devagar. Lá onde? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/isso_nao_e_um_blog/2020/01/vou-te-matar-devagar.html">Ler o artigo completo</a><br> a simplicidade é a maior riqueza dessa vidaProf. Marcel Camargohttps://www.profmarcelcamargo.com/2020-01-12T00:20:00-08:00http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2020/a-simplicidade-e-a-maior-riqueza-dessa-vida.html <a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2020/a-simplicidade-e-a-maior-riqueza-dessa-vida.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2020/a-simplicidade-e-a-maior-riqueza-dessa-vida.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Café no bule, bolo de fubá, pipoca, tubaína, casa da vó, cheiro da água na grama, pão com mortadela, bolinho de chuva. A simplicidade é a maior riqueza dessa vida. <br><br><a href="http://obviousmag.org/pensando_nessa_gente_da_vida/2020/a-simplicidade-e-a-maior-riqueza-dessa-vida.html">Ler o artigo completo</a><br> bem-vindo aos anos 20 - 100 anos de uma época agitadaMatheus Bastoshttp://lounge.obviousmag.org/salada_cultural/autor/2020-01-11T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/salada_cultural/2020/01/bem-vindo-anos-20---100-anos-de-uma-epoca-agitada.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/salada_cultural/2020/01/bem-vindo-anos-20---100-anos-de-uma-epoca-agitada.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/salada_cultural/2020/01/bem-vindo-anos-20---100-anos-de-uma-epoca-agitada.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Por Regina Leal, Os anos 1920 são uma marca, em comemoração aos 100 anos dessa década é que escrevo essa reflexão. Feliz Ano Novo, direto dos tempos modernos de 2020! <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/salada_cultural/2020/01/bem-vindo-anos-20---100-anos-de-uma-epoca-agitada.html">Ler o artigo completo</a><br> depressão: estamos na idade média ou em 2020? Michelle Cruzhttp://obviousmag.org/inconvencional/autor/2020-01-11T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/inconvencional/2020/01/depressao.html <a href="http://obviousmag.org/inconvencional/2020/01/depressao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/inconvencional/2020/01/depressao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quando situações do passado se repetem é a prova de que ignoramos a nossa própria história, a História da Humanidade. Imagine que os mesmos pensamentos que eram compartilhados na Idade Média ainda são afirmados em 2020. Muitas das doenças psíquicas dessa geração é fruto da opressão social. É hora de confrontar os fatos e tomar ação. <br><br><a href="http://obviousmag.org/inconvencional/2020/01/depressao.html">Ler o artigo completo</a><br> tristeza, solidão e bom humor nas ilustrações de mai ly degnanRosita Rosehttp://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/autor/2020-01-11T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2014/10/tristeza-solidao-e-bom-humor-nas-ilustracoes-de-mai-ly-degnan.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2014/10/tristeza-solidao-e-bom-humor-nas-ilustracoes-de-mai-ly-degnan.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2014/10/tristeza-solidao-e-bom-humor-nas-ilustracoes-de-mai-ly-degnan.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Um pouco do talento da ilustradora Mai Ly Degnan com seu olhar mítico e realista, no intuito de extrair, por exemplo, bom humor em eventos infelizes e tediosos. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/dona_efemera_e_dona_perpetua/2014/10/tristeza-solidao-e-bom-humor-nas-ilustracoes-de-mai-ly-degnan.html">Ler o artigo completo</a><br>