obviousUm olhar mais demorado...2020-11-23T08:32:00+00:00Movable Type 4.34-entag:obviousmag.org,2011://2casas de garrafas: ideias novas para problemas antigosBianca valehttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/biancavale/2020-11-23T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2012/07/casas_de_garrafas_ideias_novas_para_problemas_antigos.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/casas_de_garrafas_ideias_novas_para_problemas_antigos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2012/07/casas_de_garrafas_ideias_novas_para_problemas_antigos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Casa de garrafas PET na Nigéria e no Brasil - uma alternativa sustentável e de baixo custo, feita com tijolos ecológicos, que vem se mostrando viável na área da construção civil. Uma ideia que melhorou a vida de muita gente sem comprometer a natureza. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/casas_de_garrafas_ideias_novas_para_problemas_antigos.html">Ler o artigo completo</a><br> stephen wiltshire: desenhar paisagens de memóriaDébora Vieirahttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/deboravieira/2020-11-23T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2012/07/stephen_wiltshire_desenhar_paisagens_de_memoria.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/stephen_wiltshire_desenhar_paisagens_de_memoria.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2012/07/stephen_wiltshire_desenhar_paisagens_de_memoria.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O inglês Stephen Wiltshire é famoso por desenhar paisagens gigantescas e incrivelmente detalhadas baseando-se apenas em sua própria memória desses locais. Conheça o talento do artista e suas maravilhosas criações. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/stephen_wiltshire_desenhar_paisagens_de_memoria.html">Ler o artigo completo</a><br> objetos cotidianos recriados com comidarejane borges2020-11-23T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2012/07/objetos-cotidianos-recriados-com-comida.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/objetos-cotidianos-recriados-com-comida.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2012/07/objetos-cotidianos-recriados-com-comida.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O fotógrafo e artista visual Dan Cretu recria objetos do cotidiano com comestíveis. Entre as divertidas esculturas encontramos uma bicicleta de laranja, uma máquina fotográfica cítrica e a clássica dupla pipoca+refrigerante numa forma que você nunca viu antes. Confira! <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/objetos-cotidianos-recriados-com-comida.html">Ler o artigo completo</a><br> anéis saborososdiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2020-11-23T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2012/07/aneis-saborosos.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/aneis-saborosos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2012/07/aneis-saborosos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Nesta “saborosa” colecção de acessórios, a artista canadiana Sofia junta duas paixões: joalharia e comida. O mais difícil para nós, é escolher qual o “menú” preferido. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/aneis-saborosos.html">Ler o artigo completo</a><br> arte e censura: larissa sansourmauricio de bonihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/mauricioboni/2020-11-23T00:20:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2012/07/arte_e_censura_larissa_sansour.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/arte_e_censura_larissa_sansour.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2012/07/arte_e_censura_larissa_sansour.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A artista Larissa Sansour, nascida em Jerusalém, realiza trabalhos de cunho político nos campos da fotografia, vídeo artístico, documentário experimental e internet. Um dos seus projetos mais recentes foi criado para o Lacoste Elysée Prize 2011. Os artistas participantes tinham carta branca para produzir imagens sob o tema ”la joie de vivre” (alegria de viver ou felicidade). <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/arte_e_censura_larissa_sansour.html">Ler o artigo completo</a><br> a arte celebra o corporejane borges2020-11-22T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2012/07/a-arte-celebra-o-corpo.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/a-arte-celebra-o-corpo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2012/07/a-arte-celebra-o-corpo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O projeto celebra a beleza do corpo humano de uma maneira muito artística, confira. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/a-arte-celebra-o-corpo.html">Ler o artigo completo</a><br> moais: os monólitos mais assombrosos da terradiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2020-11-22T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2012/07/moais_-_os_monolitos_mais_assombrosos_da_terra.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/moais_-_os_monolitos_mais_assombrosos_da_terra.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2012/07/moais_-_os_monolitos_mais_assombrosos_da_terra.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> No lugar habitado mais remoto do planeta, a Ilha da Páscoa, foram erguidos monólitos assombrosos: os moais. Construídas entre os anos de 1200 a 1500 pela civilização Rapanui, estas gigantescas estátuas de pedra homenageiam os líderes do povo polinésio e mantêm um fascinante mistério sobre como foram, na realidade, erguidas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2012/07/moais_-_os_monolitos_mais_assombrosos_da_terra.html">Ler o artigo completo</a><br> arte em auto-retratosdiana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2020-11-22T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2012/07/-campbells-soup-can--andy.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/-campbells-soup-can--andy.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2012/07/-campbells-soup-can--andy.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Apaixonado por fotografia e arte, Andy Alcala utilizou a própria cara para reproduzir famosas obras de arte. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/-campbells-soup-can--andy.html">Ler o artigo completo</a><br> submersos na águarejane borges2020-11-22T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2012/07/submersos-na-agua.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/submersos-na-agua.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2012/07/submersos-na-agua.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A série "Afogamento" do fotógrafo francês Alban Grosdidier é mesmo de tirar o fôlego. Os trabalhos retratam as expressões de pessoas submersas, provocando um sentimento de aflição em quem o contempla. Para obter maior impacto sobre o observador, o artista produziu suas fotografias em grande escala, e assim as expôs nas ruas de Paris. Confira. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/submersos-na-agua.html">Ler o artigo completo</a><br> telefones vintagediana ribeirohttp://lounge.obviousmag.org/diana_ribeiro/autor2020-11-22T00:20:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2012/07/telefones-vintage.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/telefones-vintage.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2012/07/telefones-vintage.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Fãs assumidos de objectos vintage, trazemos-lhe desta vez uma colecção de telefones. Há recriações para todos os gostos, assim como formatos e cores. Faça uma viagem no tempo e aprecie estas maravilhas usadas em décadas passadas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2012/07/telefones-vintage.html">Ler o artigo completo</a><br> a mesmice nossa de cada diaJean Alessandro Bertollohttp://lounge.obviousmag.org/mais_alem_do_mesmo/autor/2020-11-20T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/mais_alem_do_mesmo/2015/01/a-mesmice-nossa-de-cada-dia.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/mais_alem_do_mesmo/2015/01/a-mesmice-nossa-de-cada-dia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/mais_alem_do_mesmo/2015/01/a-mesmice-nossa-de-cada-dia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Já se perguntou por que raios aquelas pessoas sentam sempre no mesmo banco de ônibus, ou na sala de aula? Ou por que sempre tocam as mesmas músicas nas festas, festas aonde vão sempre as mesmas pessoas? Por que na TV passa a mesma porcaria de sempre? E por que você continua fazendo as coisas do mesmo modo, repetindo os mesmos erros, viciando sua mente? Se já se perguntou, esse texto é pra você! Se não, feche a janela, e continue fazendo o mesmo de sempre... <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/mais_alem_do_mesmo/2015/01/a-mesmice-nossa-de-cada-dia.html">Ler o artigo completo</a><br> graffiti no museuMarco Antonio Cruzhttp://lounge.obviousmag.org/omnia_novi_sub_sole/autor/2020-11-20T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/omnia_novi_sub_sole/2015/01/graffiti-no-museu.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/omnia_novi_sub_sole/2015/01/graffiti-no-museu.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/omnia_novi_sub_sole/2015/01/graffiti-no-museu.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Afinal, é possível fazer street art dentro de galerias? Conheça 2 filmes que mostram a relação de flerte e desprezo que existe entre o circuito de arte em galerias e museus e o mundo do Graffiti. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/omnia_novi_sub_sole/2015/01/graffiti-no-museu.html">Ler o artigo completo</a><br> música na pelepetit gabihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/gabrielasilva2020-11-19T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2013/07/musica_na_pele.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2013/07/musica_na_pele.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2013/07/musica_na_pele.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quando uma música marca a vida de alguém, é lembrada sempre que algo especial acontece. Pode ser uma pessoa, uma situação, uma viagem ou uma amizade. Não importa o que aconteça, sempre haverá uma música que fará parte da trilha sonora da sua existência. Seguindo essa premissa, Luiz Rodrigues idealizou o projeto "Música na Pele", que traz fotografias de pessoas diversas com trechos de suas músicas favoritas marcadas na pele. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2013/07/musica_na_pele.html">Ler o artigo completo</a><br> seis músicas e as trilhas sonoras nossas de cada diaLaura Camposhttp://lounge.obviousmag.org/mixordia/autor/2020-11-19T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/mixordia/2015/01/seis-musicas-e-as-trilhas-sonoras-nossas-de-cada-dia.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/mixordia/2015/01/seis-musicas-e-as-trilhas-sonoras-nossas-de-cada-dia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/mixordia/2015/01/seis-musicas-e-as-trilhas-sonoras-nossas-de-cada-dia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Tem gente que diz que a vida deveria ter trilha sonora. Tem gente que já tem a sua própria trilha. E tem o Seis Músicas, com listas musicais para os diferentes dias, momentos e humores. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/mixordia/2015/01/seis-musicas-e-as-trilhas-sonoras-nossas-de-cada-dia.html">Ler o artigo completo</a><br> gangtok — capital de sikkim, índiaMaria Brockerhoffhttp://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/autor/2020-11-19T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/01/gangtok-capital-de-sikkim-india.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/01/gangtok-capital-de-sikkim-india.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/01/gangtok-capital-de-sikkim-india.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A cidade, com a sua gente cordial e hospitaleira, é o ponto de partida para paisagens incomuns e mosteiros milenares. É uma importante referência para os estudiosos do Budismo tibetano. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/da_janela_das_eumenides/2015/01/gangtok-capital-de-sikkim-india.html">Ler o artigo completo</a><br> bem-vindo idiotaGuilherme Moreira Jr.http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/autor/2020-11-19T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2015/01/bem-vindo-idiota.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2015/01/bem-vindo-idiota.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2015/01/bem-vindo-idiota.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Uma opinião pode ajudar o mundo a somar mais um idiota em sua conta. Porque não importa o assunto, existe escolha. Existe bom senso. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/horizonte_distante/2015/01/bem-vindo-idiota.html">Ler o artigo completo</a><br> já está perto de chegar? sobre algumas chegadas que implicam em partidas sem garantias préviasLia Holandahttp://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/autor/2020-11-19T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/01/ja-esta-perto-de-chegar-sobre-algumas-chegadas-que-implicam-em-partidas-sem-garantias-previas.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/01/ja-esta-perto-de-chegar-sobre-algumas-chegadas-que-implicam-em-partidas-sem-garantias-previas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/01/ja-esta-perto-de-chegar-sobre-algumas-chegadas-que-implicam-em-partidas-sem-garantias-previas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Esse texto é para as pessoas que temem o desconhecido, mas sempre optam por continuar seguindo em frente. Essa reflexão vai exclusivamente (ou não) para os que já viveram os dois lados da moeda, e sabem que fazer o que gosta, e se colocar como autor de sua história demanda tempo e coragem. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/divagando_e_sempre/2015/01/ja-esta-perto-de-chegar-sobre-algumas-chegadas-que-implicam-em-partidas-sem-garantias-previas.html">Ler o artigo completo</a><br> "the silence of dogs in cars" - a espera dos cães pelos donosMargarete Morrissey2020-11-18T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/sphere/2013/07/the-silence-of-dogs-in-cars---a-espera-dos-caes-pelos-donos.html <a href="http://obviousmag.org/sphere/2013/07/the-silence-of-dogs-in-cars---a-espera-dos-caes-pelos-donos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/sphere/2013/07/the-silence-of-dogs-in-cars---a-espera-dos-caes-pelos-donos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> “The Silence of Dogs in Cars” é uma série de fotos produzidas pelo artista inglês Martin Usborne onde ele mostra diversos cães esperando seus donos dentro dos carros. Alguns deles demonstrando raiva, tristeza e entusiasmo. <br><br><a href="http://obviousmag.org/sphere/2013/07/the-silence-of-dogs-in-cars---a-espera-dos-caes-pelos-donos.html">Ler o artigo completo</a><br> ben canales fotógrafo: sob a luz das estrelaspetit gabihttp://obviousmag.org/archives/colaboradores/gabrielasilva2020-11-18T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2013/12/ben_canales_fotografo_sob_a_luz_das_estrelas.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2013/12/ben_canales_fotografo_sob_a_luz_das_estrelas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2013/12/ben_canales_fotografo_sob_a_luz_das_estrelas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O fotógrafo Ben Canales teve seus desejos realizados e hoje anda pelo mundo registrando os melhores momentos que só a noite é capaz de proporcionar. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2013/12/ben_canales_fotografo_sob_a_luz_das_estrelas.html">Ler o artigo completo</a><br> a sobrevivência de frei caneca Fellipe Torreshttp://lounge.obviousmag.org/sarcasmo_e_sonho/autor/2020-11-18T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/sarcasmo_e_sonho/2015/01/a-sobrevivencia-de-frei-caneca.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/sarcasmo_e_sonho/2015/01/a-sobrevivencia-de-frei-caneca.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/sarcasmo_e_sonho/2015/01/a-sobrevivencia-de-frei-caneca.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Fuzilado há mais de 190 anos, contra as paredes do Forte das Cinco Pontas, no Recife, o revolucionário pernambucano ocupa espaço tímido na história oficial, à sombra da figura de Tiradentes <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/sarcasmo_e_sonho/2015/01/a-sobrevivencia-de-frei-caneca.html">Ler o artigo completo</a><br> a culpa é do wordAlexandre Cosleihttp://lounge.obviousmag.org/paragrafo/autor/2020-11-18T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/paragrafo/2015/01/a-culpa-e-do-word.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/paragrafo/2015/01/a-culpa-e-do-word.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/paragrafo/2015/01/a-culpa-e-do-word.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A imagem subjugando a palavra, escravizando o autor. Redações do Enem com notas que envergonham. Num mundo construído por selfies, erguido pela ostentação visual, para que escrever? A literatura está se tornando a arte do desqualificado, ela nada mais exige além de um editor de texto com corretor ortográfico e revisão gramatical. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/paragrafo/2015/01/a-culpa-e-do-word.html">Ler o artigo completo</a><br> do populacho ao luxoGuilherme Limahttp://lounge.obviousmag.org/escritos_da_ansiedade/autor/2020-11-18T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/escritos_da_ansiedade/2015/01/do-populacho-ao-luxo.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/escritos_da_ansiedade/2015/01/do-populacho-ao-luxo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/escritos_da_ansiedade/2015/01/do-populacho-ao-luxo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> food-trucks e o conceito de "gourmet": o uso indevido da cultura popular. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/escritos_da_ansiedade/2015/01/do-populacho-ao-luxo.html">Ler o artigo completo</a><br> o que resta de você sem a casca que todo mundo vê? Ana Macarinihttp://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/autor/2020-11-17T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/-cada-vez-que-abrimos.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/-cada-vez-que-abrimos.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/-cada-vez-que-abrimos.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Aventurar-se para dentro de si mesmo requer coragem, disposição de abrir mão da aprovação alheia e uma pitada de ousadia para se confrontar com um tanto de crueza e pontos escuros da alma. Até que ponto você é capaz de abrir mão dos afagos externos para ser apresentado a essa surpreendente pessoa que mora aí debaixo das milhares de camadas de verniz de admiração? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/-cada-vez-que-abrimos.html">Ler o artigo completo</a><br> a inexplicável lei de murphyMárcio Chocorosquihttp://lounge.obviousmag.org/leve_no_temporal/autor/2020-11-17T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/leve_no_temporal/2015/01/a-inexplicavel-lei-de-murphy.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/leve_no_temporal/2015/01/a-inexplicavel-lei-de-murphy.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/leve_no_temporal/2015/01/a-inexplicavel-lei-de-murphy.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> “Nada é tão ruim que não possa piorar.” Essa é a filosofia fundamental da Lei de Murphy, uma invenção folclórica norte-americana que explica como, em situações do cotidiano, a provável melhor escolha acaba dando errado. Por experiência própria, listei algumas dessas situações, seja em filas, no trânsito ou às voltas com uma goteira. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/leve_no_temporal/2015/01/a-inexplicavel-lei-de-murphy.html">Ler o artigo completo</a><br> conceição e o rioÉrika Baziliohttp://lounge.obviousmag.org/lady_day/autor/2020-11-17T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/lady_day/2015/01/conceicao-e-o-rio.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/lady_day/2015/01/conceicao-e-o-rio.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/lady_day/2015/01/conceicao-e-o-rio.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Um conto de amor entre Rio e Salvador. E entre casquinhas de siri, caldo de sururu, e quadros de Carybé e Di Cavalcanti, porque como escreveu Nietzsche: “A arte existe para que a verdade não nos destrua.” <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/lady_day/2015/01/conceicao-e-o-rio.html">Ler o artigo completo</a><br> lavínia e a árvore dos tempos: um conto de fadas como você nunca viuJeferson Corrêahttp://lounge.obviousmag.org/manifesto_da_artes/autor/2020-11-17T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/manifesto_da_artes/2015/01/lavinia-e-a-arvore-dos-tempos-um-conto-de-fadas-como-voce-nunca-viu.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/manifesto_da_artes/2015/01/lavinia-e-a-arvore-dos-tempos-um-conto-de-fadas-como-voce-nunca-viu.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/manifesto_da_artes/2015/01/lavinia-e-a-arvore-dos-tempos-um-conto-de-fadas-como-voce-nunca-viu.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Lavínia e a árvore dos tempos é o livro que mudará a sua concepção de fadas para sempre! <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/manifesto_da_artes/2015/01/lavinia-e-a-arvore-dos-tempos-um-conto-de-fadas-como-voce-nunca-viu.html">Ler o artigo completo</a><br> é proibido fumar, diz o aviso que eu liBruna Regina Pietta Abrahãohttp://lounge.obviousmag.org/pauta_para_o_cha_das_4h/autor/2020-11-17T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/pauta_para_o_cha_das_4h/2015/01/e-proibido-fumar-diz-o-aviso-que-eu-li.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/pauta_para_o_cha_das_4h/2015/01/e-proibido-fumar-diz-o-aviso-que-eu-li.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/pauta_para_o_cha_das_4h/2015/01/e-proibido-fumar-diz-o-aviso-que-eu-li.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> ...sempre tem um grilo Cri-cri-cricando meu prazer. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/pauta_para_o_cha_das_4h/2015/01/e-proibido-fumar-diz-o-aviso-que-eu-li.html">Ler o artigo completo</a><br> “quem foi temperar o choro e acabou salgando o pranto? ” leandro gomes de barros – 150 anos de poesia Angelo R Fariashttp://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/autor/2020-11-16T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2015/06/quem-foi-temperar-o-choro-e-acabou-salgando-o-pranto-leandro-gomes-de-barros-150-anos-de-poesia.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2015/06/quem-foi-temperar-o-choro-e-acabou-salgando-o-pranto-leandro-gomes-de-barros-150-anos-de-poesia.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2015/06/quem-foi-temperar-o-choro-e-acabou-salgando-o-pranto-leandro-gomes-de-barros-150-anos-de-poesia.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Num tempo de estranhezas, esquecimentos e instantaneidades, a poética de Leandro Gomes de Barros, desprovida da erudição acadêmica, assume o pódio que lhe é de direito, nos revelando a essência de um Brasil puro e verdadeiro. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/meus_sete_instrumentos/2015/06/quem-foi-temperar-o-choro-e-acabou-salgando-o-pranto-leandro-gomes-de-barros-150-anos-de-poesia.html">Ler o artigo completo</a><br> por detrás de uma negação violenta, um desejo incontrolávelSílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2020-11-16T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/por-tras-de-uma-negacao-violenta-um-desejo-incontrolavel.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/por-tras-de-uma-negacao-violenta-um-desejo-incontrolavel.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/por-tras-de-uma-negacao-violenta-um-desejo-incontrolavel.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Algumas pessoas vivem dizendo que a traição é algo horrível, mas traem na primeira oportunidade que têm. Outras desprezam mulheres extrovertidas e chamativas mas, dariam um ano de suas vidas para serem notadas por cinco minutos. Muitos homens dizem que uma mulher bonita é chata ou esnobe, mas adorariam passar uma cantada nela e chamá-la para um drink. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/por-tras-de-uma-negacao-violenta-um-desejo-incontrolavel.html">Ler o artigo completo</a><br> félix labisse: erotismo, fantasia, ritual e crítica religiosaGiseli Betsyhttp://lounge.obviousmag.org/de_dentro_da_cartola/autor/2020-11-16T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/de_dentro_da_cartola/2015/01/felix-labisse-erotismo-fantasia-ritual-e-critica-religiosa.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/de_dentro_da_cartola/2015/01/felix-labisse-erotismo-fantasia-ritual-e-critica-religiosa.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/de_dentro_da_cartola/2015/01/felix-labisse-erotismo-fantasia-ritual-e-critica-religiosa.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Logo à primeira vista podemos ver cores surpreendentes, e formas redondas impecáveis. Félix Labisse, mistura perfeitamente o surrealismo com a temática religiosa, erotismo e critica social. Em suas obras encontram-se também sexualidade e mitologia. Suas criações são um retrato de obsessões pessoais, animais, insetos bizarros, cenas sexuais e mulheres azuis. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/de_dentro_da_cartola/2015/01/felix-labisse-erotismo-fantasia-ritual-e-critica-religiosa.html">Ler o artigo completo</a><br> eles viram porque eram mestres Tania Azevedo Garciahttp://lounge.obviousmag.org/sala_de_cultura/autor/2020-11-16T00:21:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/sala_de_cultura/2015/01/eles-viram-porque-eram-mestres.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/sala_de_cultura/2015/01/eles-viram-porque-eram-mestres.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/sala_de_cultura/2015/01/eles-viram-porque-eram-mestres.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Será que é possível alguém realmente prever o futuro? Se assim for, os ataques terroristas recentes poderiam ter sido evitados? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/sala_de_cultura/2015/01/eles-viram-porque-eram-mestres.html">Ler o artigo completo</a><br> (velhos) novos recursos arquitetônicos para combater o calorIlana Sancovschihttp://lounge.obviousmag.org/sobre_lacos_/autor/2020-11-16T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/sobre_lacos_/2015/01/velhos-novos-recursos-arquitetonicos-para-combater-o-calor.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/sobre_lacos_/2015/01/velhos-novos-recursos-arquitetonicos-para-combater-o-calor.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/sobre_lacos_/2015/01/velhos-novos-recursos-arquitetonicos-para-combater-o-calor.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Por que os recursos são renováveis, mas não infinitos. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/sobre_lacos_/2015/01/velhos-novos-recursos-arquitetonicos-para-combater-o-calor.html">Ler o artigo completo</a><br> quando você vai atravessar o rubicão?Camilla Trigohttp://lounge.obviousmag.org/espaco_da_palmitcha/autor/2020-11-13T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/espaco_da_palmitcha/2015/06/atravessando-o-rubicao.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/espaco_da_palmitcha/2015/06/atravessando-o-rubicao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/espaco_da_palmitcha/2015/06/atravessando-o-rubicao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Janeiro de 49 a.C. o general Júlio César tomou a iniciativa de atravessar o rio Rubicão, seguido pelo seu exército, indo contra a lei do Senado que determinava guerra toda vez que o general de Roma entrasse na Itália pelo Norte. A sorte foi lançada nessa ocasião para o estabelecimento do Império Romano. Mas e você, quando irá atravessar o Rubicão imposto pela sua própria vida? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/espaco_da_palmitcha/2015/06/atravessando-o-rubicao.html">Ler o artigo completo</a><br> quando acaba a fluoxetinaMaria Gabriela Veredianohttp://lounge.obviousmag.org/descortinada/autor/2020-11-13T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/06/quando-acaba-a-fluoxetina.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/06/quando-acaba-a-fluoxetina.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/06/quando-acaba-a-fluoxetina.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> De repente, o universo de fluoxetina começa desmoronar. É, amigo, não dá mais para disfarçar. Quem acredita em deuses, reza. Quem acredita na palavra, canta mantra: venha paciência, venha serenidade, venha sabedoria, venha altivez, venha coragem, venha, venha, venha. E nada aparece, nem deus, nem sentimento nenhum. Nada além da sua vontade de sentar no chão e chorar copiosamente em posição fetal. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/descortinada/2015/06/quando-acaba-a-fluoxetina.html">Ler o artigo completo</a><br> violeta parra, a chilena que conquistou o mundoCláudia Zalaquetthttp://lounge.obviousmag.org/inspirese/autor/2020-11-12T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/inspirese/2015/06/violeta-parra-a-chilena-que-conquistou-o-mundo.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/inspirese/2015/06/violeta-parra-a-chilena-que-conquistou-o-mundo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/inspirese/2015/06/violeta-parra-a-chilena-que-conquistou-o-mundo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Mulher de temperamento forte, revolucionária, patriota, representante do povo, artista. Essas são algumas das características que definem a personalidade de Violeta del Carmen Parra Sandoval, popularmente conhecida como Violeta Parra. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/inspirese/2015/06/violeta-parra-a-chilena-que-conquistou-o-mundo.html">Ler o artigo completo</a><br> você não precisa morrer para conhecer a morte!Ana Macarinihttp://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/autor/2020-11-12T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/voce-nao-precisa-morrer-para-conhecer-a-morte.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/voce-nao-precisa-morrer-para-conhecer-a-morte.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/voce-nao-precisa-morrer-para-conhecer-a-morte.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Não importa quantos anos você vai viver. Não importa o que você pretende fazer com o seu tempo de vida. Todos nós, mais ou menos dignos; mais ou menos ricos; mais ou menos bonitos; mais ou menos “o que quer que seja”, nós terminaremos essa jornada do mesmo jeitinho: MORTOS! <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/pelo_avesso/2015/06/voce-nao-precisa-morrer-para-conhecer-a-morte.html">Ler o artigo completo</a><br> fazer sentidoContreramanhttp://lounge.obviousmag.org/o_olhar_amor_na_arte_apos_o_fim_da_arte_e_da_filosofia/autor/2020-11-12T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/o_olhar_amor_na_arte_apos_o_fim_da_arte_e_da_filosofia/2015/06/fazer-sentido.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/o_olhar_amor_na_arte_apos_o_fim_da_arte_e_da_filosofia/2015/06/fazer-sentido.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/o_olhar_amor_na_arte_apos_o_fim_da_arte_e_da_filosofia/2015/06/fazer-sentido.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> “O Estrangeiro”, de Camus, é um dos livros que melhor expressa, em minha opinião, o sentimento de parecer estar “de fora” do mundo, “como se” nada nos tocasse. Lembro-me em especial de uma passagem em que o protagonista narra sua resposta à morte da mãe. Como se apenas algo tivesse acontecido. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/o_olhar_amor_na_arte_apos_o_fim_da_arte_e_da_filosofia/2015/06/fazer-sentido.html">Ler o artigo completo</a><br> é que desaprendi a chorarAline Valadareshttp://obviousmag.org/tributo_ao_caos/autor/2020-11-12T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/tributo_ao_caos/2015/06/e-que-desaprendi-a-chorar.html <a href="http://obviousmag.org/tributo_ao_caos/2015/06/e-que-desaprendi-a-chorar.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/tributo_ao_caos/2015/06/e-que-desaprendi-a-chorar.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Chorar é sair da zona de conforto. Sorriso é o que as pessoas esperam de você. Reaprenda a chorar. <br><br><a href="http://obviousmag.org/tributo_ao_caos/2015/06/e-que-desaprendi-a-chorar.html">Ler o artigo completo</a><br> o mito da neutralidadeGregório Grisahttp://lounge.obviousmag.org/augere/autor/2020-11-12T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/augere/2015/06/o-mito-da-neutralidade.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/augere/2015/06/o-mito-da-neutralidade.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/augere/2015/06/o-mito-da-neutralidade.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> De coxinha não me chamaram ainda, de Ptralha já. Para uns sou comunista ortodoxo, para outros socialista de boutique. Meio de esquerda meio pelego. Confusões. Diante dessa variedade taxionômica, seria eu um ser político neutro? Não. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/augere/2015/06/o-mito-da-neutralidade.html">Ler o artigo completo</a><br> edgar allan poe, uma academia e um crimeFran Bubniakhttp://lounge.obviousmag.org/fran_bubniak/autor/2020-11-12T00:19:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/fran_bubniak/2015/02/edgar-allan-poe-uma-academia-e-um-crime.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/fran_bubniak/2015/02/edgar-allan-poe-uma-academia-e-um-crime.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/fran_bubniak/2015/02/edgar-allan-poe-uma-academia-e-um-crime.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Em "O Pálido Olho Azul", o autor americano é personagem de uma trama que envolve assassinato, sociedades secretas e vingança. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/fran_bubniak/2015/02/edgar-allan-poe-uma-academia-e-um-crime.html">Ler o artigo completo</a><br> igrejas de mario bottaEduardo Fausthttp://lounge.obviousmag.org/arquitetura_do_sagrado/autor/2020-11-11T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/arquitetura_do_sagrado/2014/01/igrejas-de-mario-botta.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/arquitetura_do_sagrado/2014/01/igrejas-de-mario-botta.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/arquitetura_do_sagrado/2014/01/igrejas-de-mario-botta.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O estilo inconfundível e sua aplicação na arquitetura sacra. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/arquitetura_do_sagrado/2014/01/igrejas-de-mario-botta.html">Ler o artigo completo</a><br> o negro é lindo!Alberto Coutinhohttp://lounge.obviousmag.org/utopica_verdade/autor/2020-11-11T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/utopica_verdade/2014/01/o-negro-e-lindo.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/utopica_verdade/2014/01/o-negro-e-lindo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/utopica_verdade/2014/01/o-negro-e-lindo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Não dá para negar: o negro é lindo! Muito embora sejamos forçados a rejeitar nossa herança, os traços de nossa africanidade se destacam frente os padrões europeus. Com sensibilidade para perceber essa nuance o fotógrafo James C. Lewis retrata essa beleza na forma das divindades africanas numa exaltação não só da estética, mas também da cultura. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/utopica_verdade/2014/01/o-negro-e-lindo.html">Ler o artigo completo</a><br> vamos colocar os pingos nos is e dar nome aos bois?Sílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2020-11-11T00:22:00-08:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/vamos-colocar-os-pingos-nos-is-e-dar-nome-aos-bois.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/vamos-colocar-os-pingos-nos-is-e-dar-nome-aos-bois.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/vamos-colocar-os-pingos-nos-is-e-dar-nome-aos-bois.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Não dá mais para aceitar empresas que tem como política a divisão dos profissionais por “castas”. Não dá mais para aceitar a imposição dos padrões de beleza europeus sobre as mulheres orientais, negras e indígenas. Não dá mais para aceitar que umbanda e candomblé são religiões malignas. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/vamos-colocar-os-pingos-nos-is-e-dar-nome-aos-bois.html">Ler o artigo completo</a><br> somos anti-heroínasSílvia Marqueshttp://obviousmag.org/cinema_pensante/autor/2020-11-11T00:21:00-08:00http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/somos-anti-heroinas-1.html <a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/somos-anti-heroinas-1.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/somos-anti-heroinas-1.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Sim, cara leitora. A vida a dois é bem mais prazerosa. Mas quando ela não acontece, temos que pegar todo aquele amor que guardamos cuidadosamente para o outro como as mamães de antigamente reservavam as coxas do frango para os papais e devorá-lo sem moderação. Como bebemos um copo de água depois de uma caminhada sob um sol escaldante. Com o prazer do primeiro gole de uma cerveja estupidamente gelada. Com o torpor do abraço depois do amor. Com a imprudência de um banho de chuva. Com a liberdade de uma risada alta demais. Com o despudor de dizer o que se pensa. <br><br><a href="http://obviousmag.org/cinema_pensante/2015/06/somos-anti-heroinas-1.html">Ler o artigo completo</a><br> as aberturas que você dá definem a vida que você levaRoberta Iza Grauhttp://lounge.obviousmag.org/libertinagem_literaria_amenidades_de_uma_vida_urbana/autor/2020-11-11T00:20:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/libertinagem_literaria_amenidades_de_uma_vida_urbana/2015/06/as-aberturas-que-voce-da-definem-a-vida-que-voce-leva.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/libertinagem_literaria_amenidades_de_uma_vida_urbana/2015/06/as-aberturas-que-voce-da-definem-a-vida-que-voce-leva.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/libertinagem_literaria_amenidades_de_uma_vida_urbana/2015/06/as-aberturas-que-voce-da-definem-a-vida-que-voce-leva.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> As aberturas que você dá aos acontecimentos e a forma como você encara as mais diversas situações está diretamente ligada em como será sua vida, em quais e quantos amigos manterão proximidade, quais os parentes que terão acesso a você, quais são os empregos que contarão com a sua presença, bem como os locais que não frequentará, as pessoas que não conhecerá, viagens e destinos que, devido a uma única escolha não farão parte do seu Know how de experiências. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/libertinagem_literaria_amenidades_de_uma_vida_urbana/2015/06/as-aberturas-que-voce-da-definem-a-vida-que-voce-leva.html">Ler o artigo completo</a><br> o grafite de burca do afeganistão Felippe Fiorihttp://lounge.obviousmag.org/apenas_perspicaz/autor/2020-11-10T00:32:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/apenas_perspicaz/2014/01/-o-grafite-de-burca-do-afeganistao.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/apenas_perspicaz/2014/01/-o-grafite-de-burca-do-afeganistao.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/apenas_perspicaz/2014/01/-o-grafite-de-burca-do-afeganistao.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Quando você olha a imagem de uma mulher de burca grafitando as paredes do Afeganistão, qual a sensação que você tem? <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/apenas_perspicaz/2014/01/-o-grafite-de-burca-do-afeganistao.html">Ler o artigo completo</a><br> as mais belas imagens feitas pela nasaPaola Rodrigueshttp://lounge.obviousmag.org/nao_mataras/autor/2020-11-10T00:31:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/nao_mataras/2014/01/as-mais-belas-imagens-feitas-pela-nasa.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/nao_mataras/2014/01/as-mais-belas-imagens-feitas-pela-nasa.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/nao_mataras/2014/01/as-mais-belas-imagens-feitas-pela-nasa.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A NASA é responsável por imagens de tirar o fôlego, nos mostrando a outra face de uma Terra que desconhecemos. É a contemplação da grandiosidade que nos cerca. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/nao_mataras/2014/01/as-mais-belas-imagens-feitas-pela-nasa.html">Ler o artigo completo</a><br> rafo castro faz exposição de obras inéditasJulia Ryffhttp://lounge.obviousmag.org/artsy/autor/2020-11-10T00:22:00-08:00http://lounge.obviousmag.org/artsy/2014/01/rafo-castro-faz-exposicao-de-obras-ineditas.html <a href="http://lounge.obviousmag.org/artsy/2014/01/rafo-castro-faz-exposicao-de-obras-ineditas.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://lounge.obviousmag.org/artsy/2014/01/rafo-castro-faz-exposicao-de-obras-ineditas.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> O artista visual Rafo Castro inaugura o calendário de 2014 e expõe uma coletânea de obras inéditas em que explora linhas mais puras e diretas. <br><br><a href="http://lounge.obviousmag.org/artsy/2014/01/rafo-castro-faz-exposicao-de-obras-ineditas.html">Ler o artigo completo</a><br> as obras de arte mais famosas do mundorejane borges2020-11-09T00:32:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2014/01/as_obras_de_arte_mais_famosas_do_mundo.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/01/as_obras_de_arte_mais_famosas_do_mundo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/01/as_obras_de_arte_mais_famosas_do_mundo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> A arte tem inspirado o mundo desde os primórdios dos tempos. Artistas como Van Gogh, Picasso, Vermeer, Renoir, Da Vinci e Monet foram além da técnica, eles inspiraram o mundo com suas obras que marcaram a arte, a cultura e a história. Confira a lista das obras de arte mais famosas do mundo. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/01/as_obras_de_arte_mais_famosas_do_mundo.html">Ler o artigo completo</a><br> bert stern, o fotógrafo do desejoVictor Diramihttp://lounge.obviousmag.org/vitor_dirami/autor/2020-11-09T00:31:00-08:00http://obviousmag.org/archives/2014/01/bert_stern_o_fotografo_do_desejo.html <a href="http://obviousmag.org/archives/2014/01/bert_stern_o_fotografo_do_desejo.html"><img src="http://obviousmag.org/ob7/t/t.php?src=http://obviousmag.org/archives/2014/01/bert_stern_o_fotografo_do_desejo.html.jpg&w=550&h=220&s=1"></a><br><br> Parte da primeira linhagem dos "fotógrafos-celebridade", o norte-americano Bert Stern não foi apenas o último fotógrafo de Marilyn Monroe, mas foi também o fotógrafo do desejo, do sex-appeal, do prazer, da beleza. Conheça agora um pouco mais da obra deste artista que faleceu em 2013. <br><br><a href="http://obviousmag.org/archives/2014/01/bert_stern_o_fotografo_do_desejo.html">Ler o artigo completo</a><br>